You are here: Home > Defesa e Segurança > 2017 > 06 > Trabalho das Forças Armadas também envolve ajuda humanitária

Defesa e Segurança

Trabalho das Forças Armadas também envolve ajuda humanitária

Missões

Tropas são reconhecidas pela atuação em missão de paz no Haiti; e no Brasil, por atuar em operações que incluem o combate ao Aedes aegypti e o transporte de órgãos
published: Jun 07, 2017 04:42 PM last modified: Jun 07, 2017 04:54 PM

Além de atuar para defender a soberania nacional, as Forças Armadas brasileiras ajudam a salvar vidas e contribuem para o bem-estar da população do Brasil e de outros países, como é o caso da missão humanitária no Haiti.

Desde 2004, o Brasil atua na Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah). As atividades começaram após a deposição do presidente Jean-Bertrand Aristide, com o objetivo de tentar controlar um ambiente marcado pela violência. Segundo o Ministério da Defesa, até o encerramento da missão, no próximo mês de outubro, o Brasil terá enviado cerca de 37,5 mil militares das Forças Armadas.

A última tropa brasileira embarcou para o  Haiti na semana passada. Ela é composta por 970 militares. O trabalho desenvolvido no Haiti é reconhecido pelo povo haitiano e por autoridades internacionais.

Segundo o ministro da Defesa, Raul Jungmann, a participação do Brasil em missões de paz “representa o cumprimento com suas obrigações em nível mundial, contribui para estreitar as relações com países de particular interesse para o Brasil e acarreta crescente prestigio à política externa, aumentando a projeção do País no cenário mundial”.

Além do Haiti, desde 2010, as tropas brasileiras atuam em Missões de Paz no Líbano, em Chipre, na Costa do Marfim, Libéria, República Centro-Africana, Saara Ocidental, Sudão e Sudão do Sul.

Ajuda humanitária

No Brasil, Marinha, Exército e Aeronáutica trabalham em diversas ações de ajuda humanitária como a Operação Carro-Pipa, apoio em calamidades (enchentes, incêndios etc.), combate ao mosquito Aedes aegypti, Expedicionários da Saúde, Operação Gota, apoio à Defesa Civil, além de programas como o Calha Norte, Projeto Rondon, Soldado Cidadão e Forças no Esporte.

A mais recente das ações é o transporte de órgãos para doação pela Força Aérea Brasileira (FAB). Desde a publicação do decreto que determina o transporte de órgãos por aeronaves da Força, em junho do ano passado, já foram transportados 275 órgãos. 

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Defesa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Plano de redução de mortes no Trânsito vai reduzir acidentes
Brasil ocupa a 4ª posição no ranking de mortes no trânsito no continente. Plano vai adotar série de medidas para a próxima década
Operação Rodovida vai até fevereiro
A Polícia Rodoviária Federal iniciou nesta sexta-feira (22) a Operação Rodovida, para coibir ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, consumo de álcool e acidentes nas estradas. Nesta edição, a operação conta com mais de 10 mil policiais e segue até o dia 18 de fevereiro
Operação Fim de Ano já começou
Secretaria de Aviação Civil faz operação em 15 aeroportos do País. Ação segue até 14 de fevereiro
Brasil ocupa a 4ª posição no ranking de mortes no trânsito no continente. Plano vai adotar série de medidas para a próxima década
Plano de redução de mortes no Trânsito vai reduzir acidentes
A Polícia Rodoviária Federal iniciou nesta sexta-feira (22) a Operação Rodovida, para coibir ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, consumo de álcool e acidentes nas estradas. Nesta edição, a operação conta com mais de 10 mil policiais e segue até o dia 18 de fevereiro
Operação Rodovida vai até fevereiro
Secretaria de Aviação Civil faz operação em 15 aeroportos do País. Ação segue até 14 de fevereiro
Operação Fim de Ano já começou

Governo digital