Você está aqui: Página Inicial > Defesa e Segurança > 2017 > 07 > Militares reconhecem área de atuação no primeiro dia de operação no Rio de Janeiro

Defesa e Segurança

Militares reconhecem área de atuação no primeiro dia de operação no Rio de Janeiro

Reconhecimento da área

Neste sábado (29), o ministro Raul Jungmann sobrevoou a zona onde atuam os fuzileiros navais
por Portal Brasil publicado: 29/07/2017 19h49 última modificação: 30/07/2017 20h46
Foto: Tomaz Silva/Arquivo/Agência Brasil Fase inicial da operação mobiliza militares das Forças Armadas, Força Nacional e Polícia Rodoviária Federal

Fase inicial da operação mobiliza militares das Forças Armadas, Força Nacional e Polícia Rodoviária Federal

O primeiro dia da Operação Segurança e Paz, que reúne as forças federais e estaduais no estado do Rio de Janeiro, alcançou o objetivo da fase inicial. Segundo o comandante da operação, general Mauro Sinnot, foi alcançado o objetivo de ambientar os militares com a área onde vão atuar.

"Conseguimos desenvolver os laços táticos com os órgãos de segurança pública, visando ao trabalho conjunto em operações futuras”, afirmou. A ação teve início na última sexta-feira (28).

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, enfatizou que essa fase inicial da operação, que mobiliza um efetivo de 8,5 mil militares das Forças Armadas, 620 integrantes da Força Nacional de Segurança e 1,1 mil da Polícia Rodoviária Federal nas ruas e vias expressas do Rio, é de curta duração.

“Nós não vamos repetir o procedimento anterior de longas permanências, realizando patrulhamento, não vamos fazer ocupação de comunidades. Vamos continuar no mesmo diapasão da surpresa. Não vamos anunciar quando iniciaremos e nem quando terminaremos fases dessas operações, mas quero dizer que já estamos preparando a próxima”, explicou.

Neste sábado (29), Jungmann sobrevoou a zona central do Rio, onde atuam os fuzileiros navais. O ministro passou pelo Arco Metropolitano, guarnecido por militares da 9º Brigada, e ainda por São Gonçalo e Niterói, que se concentram a artilharia da 1ª Divisão de Exército. Também sobrevoou a Linha Vermelha e a Avenida Brasil, onde estão homens da Brigada Paraquedista.

O ministro agradeceu a população do Rio pela maneira comovente como está recebendo o esforço conjunto dos governos federal e estadual. “É algo tocante ver as manifestações a que temos assistido e eu peço que isso forje uma união em prol do Rio de Janeiro”, disse. Raul Jungmann permanece no Rio durante este fim de semana e amanhã (30) terá uma reunião de avaliação da operação, na sede do Comando Militar do Leste (CML).

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil e do Ministério da Defesa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Operação Rodovida vai até fevereiro
A Polícia Rodoviária Federal iniciou nesta sexta-feira (22) a Operação Rodovida, para coibir ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, consumo de álcool e acidentes nas estradas. Nesta edição, a operação conta com mais de 10 mil policiais e segue até o dia 18 de fevereiro
Operação Fim de Ano já começou
Secretaria de Aviação Civil faz operação em 15 aeroportos do País. Ação segue até 14 de fevereiro
Avião da FAB transportou 220 órgãos para transplante em 2017
Decreto assinado pelo presidente Michel Temer deixa um avião da FAB a disposição, de forma permanente, para transportar órgãos e tecidos
A Polícia Rodoviária Federal iniciou nesta sexta-feira (22) a Operação Rodovida, para coibir ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, consumo de álcool e acidentes nas estradas. Nesta edição, a operação conta com mais de 10 mil policiais e segue até o dia 18 de fevereiro
Operação Rodovida vai até fevereiro
Secretaria de Aviação Civil faz operação em 15 aeroportos do País. Ação segue até 14 de fevereiro
Operação Fim de Ano já começou
Decreto assinado pelo presidente Michel Temer deixa um avião da FAB a disposição, de forma permanente, para transportar órgãos e tecidos
Avião da FAB transportou 220 órgãos para transplante em 2017

Governo digital