Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2009 > 11 > Crédito para micro e pequenos empresários tem juros reduzidos

Economia e Emprego

Crédito para micro e pequenos empresários tem juros reduzidos

Microcrédito

Programa crescer oferece linhas vantajosas para investimentos e capital de giro
por Portal Brasil publicado: 05/11/2009 12:21 última modificação: 02/09/2013 15:08

Seja para equilibrar o caixa, expandir a atuação ou aquecer os negócios com capital de giro, os pequenos e micro empresários encontram diversas opções de crédito com diferentes finalidades, pagamento facilitado, prazo estendido e tarifas competitivas.

Os microcréditos são concedidos a um público que pode ser de baixa renda ou de pequenos empreendedores, formalizados por meio de diferentes metodologias de crédito, diretamente pelas instituições financeiras ou por meio de agentes especializados de crédito.

A Lei 10.735/03 exige que os bancos privados e públicos apliquem em operações de microcrédito o valor correspondente a, no mínimo, 2% dos saldos dos depósitos à vista captados pela instituição financeira.

Os beneficiados pelo microcrédito podem ser:

- Pessoas físicas de baixa renda cuja família possua renda per capita inferior à linha de pobreza;

- Pessoas físicas detentoras de contas especiais de depósitos (simplificadas);

- Pessoas físicas titulares de outras contas de depósitos que, em conjunto com as demais aplicações por elas mantidas em qualquer instituição financeira;

- Microempreendedores, entendidos como pessoas físicas ou jurídicas empreendedoras de atividade produtiva de natureza profissional, comercial ou industrial.

As garantias da operação ficam a critério de cada instituição financeira, admitindo-se aval solidário em grupo com, no mínimo, três participantes, alienação fiduciária e fiança.

Microcrédito Produtivo Orientado

Outra linha que também visa o atendimento das necessidades financeiras de empreendedoras de pequeno porte é o Microcrédito Produtivo Orientado (MPO). 

O MPO utiliza metodologia baseada no relacionamento direto de agentes de crédito com os empreendedores no local onde é executada a atividade econômica. Este atendimento deve ser efetuado por agentes de crédito para ajudarem na definição do valor, do prazo e da forma de pagamento do crédito de acordo com a realidade de cada empreendedor, além de acompanhá-lo durante o período do contrato.

Ele pode ser obtido em bancos privados, na Caixa Econômica Federal, cooperativas singulares de crédito, agências de fomento e sociedades de crédito.

Programa Crescer

Outra opção de crédito é pelo programa Crescer. Com a mesma metodologia do Microcrédito Produtivo Orientado, o Crescer oferece juros ainda menores. Também é direcionado para empreendedores individuais (PF) empreendedores.

Esse tipo de crédito é destinado a capital de giro ou investimento, com prazo de pagamento pactuado entre as instituições financeiras e o tomador, de acordo com o tipo de empreendimento e uso do recurso.

O Crescer pode ser encontrado nas instituições financeiras federais, como o Banco do Nordeste, a Caixa, o Banco do Brasil e o Banco da Amazônia e demais instituições que aderirem ao programa.

Leia abaixo as atuações previstas e condições que serão dadas por cada instituição:

- Caixa Econômica Federal: por meio do Crescer, a Caixa oferece crédito para investimentos e capital de giro. Para o primeiro, o prazo para pagamento fica entre 12 e 24 meses, e para capital de giro, é de quatro a seis meses.

- Banco do Brasil: opera com o Crescer nas modalidades de capital de giro e de investimentos. O prazo de amortização vai até 36 meses, e o reembolso é mensal.

Para atrair os empreendedores, funcionários do banco irão até onde se concentram esses empreendedores que são potenciais beneficiários do Crescer.

- Banco do Nordeste: o banco conta com o Crediamigo, voltado para microempreendedores e inserido no Crescer.

A linha de crédito é oferecida a grupos solidários, onde de três a oito empreendedores se reúnem para tomar empréstimos, e se avalizam mutuamente.

- Banco da Amazônia: por meio do Amazônia Florescer, o banco oferece microcrédito a diversos microempreendedores.

Para MEIs e pessoas físicas – chamados de empreendedores populares, o crédito será oferecido na forma de grupos solidários. Nesse caso, de três a oito pessoas se reúnem para obter o crédito, e todos ficam responsáveis pela operação.

Importante mencionar que as taxas de juros, TAC, prazos, valores de financiamento podem ser alterados a qualquer momento. O interessado deve se informar antes de adquirir o empréstimo.

Fontes:
Ministério da Fazenda
Banco Central do Brasil
Banco do Brasil
Caixa Econômica Federal
Banco do Nordeste
Banco da Amazônia

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil