Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 03 > Acordo com bancos amplia serviços para segurados da Previdência Social

Economia e Emprego

Acordo com bancos amplia serviços para segurados da Previdência Social

publicado: 01/03/2010 20h33 última modificação: 28/07/2014 09h24

As 27 milhões de pessoas que recebem mensalmente benefícios da Previdência Social poderão contar com serviços bancários melhores e ampliados a partir do final de janeiro.


Um acordo fechado no dia 6 entre o Ministério da Previdência Social e os bancos pagadores de benefícios possibilitará que os aposentados e pensionistas realizem uma transferência entre contas correntes gratuita por mês, além de poderem acessar o extrato mensal de benefícios (contracheque) impresso no terminal de atendimento automático e outros serviços.

O ministro da Previdência Social, José Pimentel, afirmou que essas alterações representam um ganho de qualidade para os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “O aposentado terá facilidade para comprovar renda ou transferir seus recursos para outra instituição”.

O novo contrato é vantajoso, especialmente, para os 15,2 milhões de beneficiários que não têm conta bancária e poderão usufruir de serviços restritos aos correntistas. Esses beneficiários recebem por cartão magnético e atualmente têm direito apenas ao saque dos valores. Outra facilidade para aposentados e pensionistas é o fim da necessidade de ir a uma agência da Previdência Social para solicitar serviços, como o contracheque mensal.

As mudanças resultarão também em economia para a Previdência Social. Segundo levantamento do INSS, apenas com impressão e postagem dos extratos anuais de pagamento e a declaração de rendimentos para o imposto de renda, o gasto chegava a R$ 55 milhões a cada ano.

Extrato Mensal de Pagamento – Todos os aposentados e pensionistas receberão diretamente dos bancos o comprovante anual de pagamento e a declaração de rendimentos para fazerem sua declaração de Imposto de Renda. O contracheque poderá ser usado, por exemplo, como comprovante para que o idoso tenha direito a compra de passagens com valor reduzido. Os beneficiários também poderão imprimir, nos terminais de atendimento automático, o extrato mensal. Os bancos terão prazo de 180 dias para implementar este serviço.

Cartão – Cada pessoa receberá do banco, gratuitamente e sempre a pedido do beneficiário, um cartão que terá – além da identificação da instituição financeira – a caracterização do beneficiário como segurado da Previdência ou do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Os bancos terão 120 dias para fornecerem novos cartões, depois de receberem as especificações.

Transferência entre contas – Os beneficiários da Previdência poderão transferir o valor total do benefício para outra conta bancária, uma vez a cada mês. O serviço será feito gratuitamente por meio de Transferência Eletrônica Disponível (TED) ou de Documento de Crédito (DOC). O usuário também poderá autorizar o banco a fazer transferência automática.

Cadastro/Censo – Os bancos farão a renovação anual da senha do usuário e a atualização do endereço, independentemente do tipo de benefício previdenciário pago. Os dados serão repassados ao INSS, garantindo a permanente atualização dos dados cadastrais relativos a todos os benefícios e consequente melhoria na gestão da folha de pagamento. Essa atualização permitirá que a Previdência cumpra, de forma mais ágil, a lei 8.212 que determina a atualização do cadastro de Censo dos aposentados e pensionistas a cada cinco anos.

Tarifa zero – Se o usuário pedir a migração do seu cartão magnético para conta corrente, o banco deverá garantir a ele todas as facilidades do Pacote de Tarifa Zero previstas pelo Banco Central. Entre os serviços gratuitos estão o fornecimento de dez folhas de cheques por mês; realização de até quatro saques, por mês, em guichê de caixa, por cheque, cheque avulso ou em terminal de auto-atendimento; fornecimento de até dois extratos contendo a movimentação do mês por meio de terminal de auto-atendimento; realização de consultas mediante utilização da internet e a realização de duas transferências de recursos entre contas na própria instituição, por mês, em guichê de caixa, em terminal de auto-atendimento ou pela internet.

Em  Questão edição nº 961 – 11/01/2010

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Auxílio-Doença
O valor do benefício, desde 1º de março, não pode exceder a média das últimas 12 contribuições, e o prazo de afastamento a ser pago pelo empregador foi estendido de 15 para 30 dias. Somente após esse período, o trabalhador precisará comparecer ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
Pensão por Morte
Desde o dia 1º março, está sendo observado um tempo mínimo de contribuição de dois anos para a concessão da Pensão por Morte, exceto em casos de acidente de trabalho, e doença profissional ou do trabalho.
Abono salarial
O tempo de recebimento do benefício é agora de, no mínimo, seis meses ininterruptos de trabalho. Antes, bastava ter apenas um mês no emprego para receber o dinheiro do abono. Outra mudança será o pagamento proporcional ao tempo trabalhado, do mesmo modo que ocorre atualmente com o décimo terceiro salário. Pela regra anterior do abono salarial, o benefício era pago integralmente para os trabalhadores, independentemente do tempo trabalhado
O valor do benefício, desde 1º de março, não pode exceder a média das últimas 12 contribuições, e o prazo de afastamento a ser pago pelo empregador foi estendido de 15 para 30 dias. Somente após esse período, o trabalhador precisará comparecer ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
Auxílio-Doença
Desde o dia 1º março, está sendo observado um tempo mínimo de contribuição de dois anos para a concessão da Pensão por Morte, exceto em casos de acidente de trabalho, e doença profissional ou do trabalho.
Pensão por Morte
O tempo de recebimento do benefício é agora de, no mínimo, seis meses ininterruptos de trabalho. Antes, bastava ter apenas um mês no emprego para receber o dinheiro do abono. Outra mudança será o pagamento proporcional ao tempo trabalhado, do mesmo modo que ocorre atualmente com o décimo terceiro salário. Pela regra anterior do abono salarial, o benefício era pago integralmente para os trabalhadores, independentemente do tempo trabalhado
Abono salarial

Últimas imagens

Quadro indica capacidade de abastecimento e também de consumo de pescados no Brasil
Quadro indica capacidade de abastecimento e também de consumo de pescados no Brasil
Esse é o segundo poço perfurado com sucesso pelo consórcio de Libra e encontra-se a 18 km de distância do primeiro poço, denominado 3-RJS-731.
Esse é o segundo poço perfurado com sucesso pelo consórcio de Libra e encontra-se a 18 km de distância do primeiro poço, denominado 3-RJS-731.
Agência Petrobras
Conheça os principais termos relacionados ao Imposto de Renda
Conheça os principais termos relacionados ao Imposto de Renda
Informações sobre como solicitar auxílio do Garantia-Safra
Informações sobre como solicitar auxílio do Garantia-Safra
Ministro Helder Barbalho e a superintendente federal da Pesca e Aquicultura no estado do Rio de Janeiro, Suely Amaral
Ministro Helder Barbalho e a superintendente federal da Pesca e Aquicultura no estado do Rio de Janeiro, Suely Amaral
Divulgação/MPA

Governo digital