Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 08 > Banco do Nordeste apresenta lucro de R$ 110 milhões no 1º semestre de 2010

Geral

Banco do Nordeste apresenta lucro de R$ 110 milhões no 1º semestre de 2010

por Portal Brasil publicado: 19/08/2010 15h54 última modificação: 28/07/2014 09h26

O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) teve lucro líquido de R$ 110 milhões no primeiro semestre de 2010. O patrimônio líquido foi de R$ 2 bilhões e a rentabilidade de 10,87% ao ano. Os números constam no Relatório Semestral da Administração do BNB, divulgado nesta quarta-feira (18).


O documento mostra que, no período, os ativos globais do banco apresentaram um acréscimo de 3,7% em relação ao final de 2009, totalizando um crescimento de R$ 700 milhões. Segundo o BNB, o resultado deve-se, principalmente, ao aumento no saldo de disponibilidades, aplicações interfinanceiras e títulos de valores mobiliários, com destaque para o aumento no volume de captações de depósitos a prazo.


Em relação ao Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), houve um incremento de 6,7% no saldo total de ativos, ocasionado, principalmente, pelo aporte de recursos do Tesouro Nacional. No primeiro semestre, o fundo adquiriu mais de R$ 2 bilhões, montante superior aos R$ 1,8 bilhão recebidos no mesmo período do ano passado.


Segundo o presidente do BNB, Roberto Smith, a demanda de investimentos continua forte no Nordeste e o banco conta com aproximadamente R$ 10 bilhões em operações de longo prazo em carteira para contratação no segundo semestre.


Contratações globais


De janeiro a junho de 2010, o Banco do Nordeste contratou 1,2 milhão de operações de crédito, perfazendo a soma de R$ 8,4 bilhões em aplicações. De julho de 2009 a junho de 2010, foi contratado um total de R$ 19,9 bilhões, o que representa acréscimo de 15,7% nas contratações globais nos últimos 12 meses.


Um dos destaques da atuação do banco no primeiro semestre foram as operações de curto prazo, que apresentaram um incremento de 19,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Enquanto nos primeiros seis meses de 2009 foram contratados R$ 3,2 bilhões; de janeiro a junho deste ano, as contratações somaram R$ 3,8 bilhões, dos quais R$ 2,6 bilhões por meio de crédito comercial.


Fundo Constitucional


Por meio do FNE, o Banco do Nordeste contratou 183,5 mil operações no primeiro semestre, das quais 174,2 mil (95%) foram negociadas com o setor rural. Ao todo, foram R$ 4,1 bilhões investidos com recursos do fundo, dos quais a maior parte (R$ 1,4 bilhão) também foi contratada com o setor rural.


Ainda em relação ao número de operações, o relatório destaca que a maior quantidade dos financiamentos (181,1 mil) foi concedida para pequenos, micro e mini produtores rurais (aqueles com receita agropecuária bruta anual de até R$ 300 mil). O valor médio por operação realizada com esse setor foi de R$ 6,4 mil.


Fonte:
Banco do Nordeste

 

Saiba mais sobre bancos no Portal Brasil. 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Soja, milho e feijão são os destaques da super safra 2016/2017
Safra de grãos 2016/2017 deve bater recorde com produção de 238 milhões de toneladas
Safra de grãos 2016/2017 deve bater recorde com produção de 238 milhões de toneladas
Soja, milho e feijão são os destaques da super safra 2016/2017

Últimas imagens

Evidências de retomada nas regiões estão em linha com recuperação gradual da economia
Evidências de retomada nas regiões estão em linha com recuperação gradual da economia
Fernando Frazão/Agência Brasil
Medida aumenta subvenção ao seguro rural, o que facilita acesso à proteção
Medida aumenta subvenção ao seguro rural, o que facilita acesso à proteção
Pedro Ventura/Agência Brasília
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia
Medida vai dar mais acesso e reduzir custo em empréstimos e financiamentos que tenham bens como garantia
Medida foi aprovada no Senado, na última quarta-feira (16)
Medida foi aprovada no Senado, na última quarta-feira (16)
Jefferson Rudy/Agência Senado

Governo digital