Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 08 > BID e Apex-Brasil assinam convênio para fortalecer exportações de produtos químicos

Geral

BID e Apex-Brasil assinam convênio para fortalecer exportações de produtos químicos

por Portal Brasil publicado: 23/08/2010 20h10 última modificação: 28/07/2014 09h26

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) vão desenvolver e adotar, por meio de convênio, uma estratégia comum entre Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile para o comércio de produtos químicos, com foco no aumento das exportações.


O convênio assinado na sexta-feira (20), em Brasília, estabeleceu o Programa Estratégia Regional de Manejo e o Comércio de Produtos Químicos. A iniciativa conta com recursos de US$ 347 mil e prazo de execução de até 30 meses.


“Um dos focos da iniciativa será adequar nossos produtos às regras da União Europeia. É um mercado importante para nossas exportações de produtos químicos. Com o programa, poderemos ter consultores contratados para que forneçam às nossas empresas as soluções que permitam cumprir as exigências do bloco europeu”, disse o diretor de Gestão e Planejamento da Apex-Brasil, Ricardo Schaefer.


O representante do BID no Brasil, José Luis Lupo, comentou que o projeto insere-se nos esforços do banco para desenvolver a região de atuação do BID.


“O tema da indústria química é muito delicado, porque envolve a questão da saúde e do meio ambiente. Então, o BID está satisfeito com o fato de, junto com a Apex-Brasil, vão ajudar os países do Mercosul e o Chile a alcançarem padrões internacionais nessa área”, disse.


Segundo as instituições envolvidas, a iniciativa trará benefícios locais e regionais para os países. Um dos primeiros benefícios é que o acordo criará um consenso sobre as ações conjuntas e a regulamentação do comércio de produtos químicos, promoção e facilitação de exportações. Outra expectativa é que, após a criação das estratégias comuns, haja uma maior integração produtiva entre as diversas indústrias dos países envolvidos, aumentando as exportações regionais de produtos químicos.


Fonte:
Apex-Brasil



Saiba mais sobre setores da economia no Portal Brasil. 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Análise de carnes recolhidas não indica riscos à saúde humana
Ministério da Agricultura já recolheu 174 amostras de carnes nos 21 frigoríficos que estão sob investigação da Operação Carne Fraca. Nas análises feitas foram descartados riscos à saúde
Ministério da Agricultura já recolheu 174 amostras de carnes nos 21 frigoríficos que estão sob investigação da Operação Carne Fraca. Nas análises feitas foram descartados riscos à saúde
Análise de carnes recolhidas não indica riscos à saúde humana

Últimas imagens

Segundo Nogueira, reforma deve pacificar  relações trabalhistas
Segundo Nogueira, reforma deve pacificar relações trabalhistas
Arquivo/Agência Brasil
Ministério da Agricultura intensificou a fiscalização, mas não encontrou riscos à saúde dos consumidores
Ministério da Agricultura intensificou a fiscalização, mas não encontrou riscos à saúde dos consumidores
José Cruz/Agência Brasil
Indicador atinge maior nível em dois anos e registra queda no custo do setor
Indicador atinge maior nível em dois anos e registra queda no custo do setor
Tomaz Silva/Agência Brasil/
IRPF 2017 ..jpeg
Governo da BA

Governo digital