Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 08 > CMN aprova linha de crédito para projetos de agricultura sustentável

Geral

CMN aprova linha de crédito para projetos de agricultura sustentável

por Portal Brasil publicado: 18/08/2010 17h16 última modificação: 28/07/2014 09h26
Divulgação/Prefeitura de São Gabriel Linha de crédito de R$ 1 bilhão será liberada para projetos que tenham como objetivo recuperar áreas e pastagens degradadas

Linha de crédito de R$ 1 bilhão será liberada para projetos que tenham como objetivo recuperar áreas e pastagens degradadas

O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou o âmbito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a criar uma linha de crédito para um projeto que pretende estimular as práticas de agricultura de baixo carbono. A iniciativa vai financiar práticas sustentáveis no campo e reduzir os desmatamentos, e paralelamente, reduzir a emissão de gases de efeito estufa na agricultura.


A resolução do CMN, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (18), disponibiliza um limite de crédito de R$ 1 bilhão do BNDES por beneficiário, a cada ano-safra, e mais R$ 1 bilhão da poupança rural do Banco do Brasil, para aplicação até 30 de junho de 2011. Os juros são de 5,5% ao ano e o prazo de pagamento varia de oito a 12 anos, com carência de um a seis anos, dependendo do objetivo.


O dinheiro pode ser usado para financiar atividades de recuperação de áreas e pastagens degradadas, implantação e manutenção de florestas comerciais ou destinadas à recomposição de reserva legal, implantação de sistemas de integração entre lavoura, pecuária e floresta.


Com o projeto, a meta é de ampliar, nos próximos dez anos, a atual área de pastagens recuperadas de 40 milhões de hectares para 55 milhões de hectares.

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
O governo prorrogou o prazo para pessoas físicas e jurídicas quitarem as dívidas com a união. Agora, o Refis está valendo até 14 de novembro
Governo prorroga para 14 de novembro o prazo de adesão ao Refis

Últimas imagens

Ministro Dyogo Oliveira defendeu aprovação da reforma da Previdência para evitar danos ao País
Ministro Dyogo Oliveira defendeu aprovação da reforma da Previdência para evitar danos ao País
Valter Campanato/Agência Brasil
Alta na massa salarial é explicada por melhora no mercado de trabalho, que vem empregando mais neste ano
Alta na massa salarial é explicada por melhora no mercado de trabalho, que vem empregando mais neste ano
Marcos Santos/USP Imagens
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão anunciou mais uma liberação de recursos orçamentários
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão anunciou mais uma liberação de recursos orçamentários
Gleice Mere/MP
Neste ano, a balança comercial vem registrando recordes seguidos
Neste ano, a balança comercial vem registrando recordes seguidos
Arquivo EBC

Governo digital