Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 08 > Dívida líquida do setor público chegou a R$ 1,4 trilhão em julho

Geral

Dívida líquida do setor público chegou a R$ 1,4 trilhão em julho

por Portal Brasil publicado: 26/08/2010 17h57 última modificação: 28/07/2014 09h26

O Banco Central (BC) divulgou nesta quinta-feira (26) dívida líquida do setor público de R$ 1,406 trilhão em julho, o que corresponde a 41,7% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no País. Em relação a junho, houve uma elevação de 0,3 ponto percentual na relação com o PIB.

 
A dívida bruta, sem contar os ativos, do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e dos governos federal, estaduais e municipais chegou a R$ 2,027 trilhões ou 60,1% do PIB, contra R$ 2,010 trilhão (também 60,1% do PIB) de junho.

 

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Começa pagamento do abono salarial para nascidos em agosto
Quem ganhou até dois salários mínimos e trabalhou pelo menos 30 dias com carteira assinada em 2016 tem direito ao abono salarial. Para sacar o benefício é preciso estar cadastrado no PIS ou no Pasep há pelo menos 5 anos
Quem ganhou até dois salários mínimos e trabalhou pelo menos 30 dias com carteira assinada em 2016 tem direito ao abono salarial. Para sacar o benefício é preciso estar cadastrado no PIS ou no Pasep há pelo menos 5 anos
Começa pagamento do abono salarial para nascidos em agosto

Últimas imagens

Aeroporto de Congonhas está entre as unidades previstas no PPI
Aeroporto de Congonhas está entre as unidades previstas no PPI
Rovena Rosa/Agência Brasil
Setor que mais recebeu dólares em julho foi a indústria
Setor que mais recebeu dólares em julho foi a indústria
Marcos Santos/USP Imagens
Mais de 7,8 milhões de cotistas devem ser beneficiados
Mais de 7,8 milhões de cotistas devem ser beneficiados
Arquivo/Agência Brasil
Aprendizagem prevê contratação de jovens entre 14 e 24 anos, desde que permaneçam na escola
Aprendizagem prevê contratação de jovens entre 14 e 24 anos, desde que permaneçam na escola
Divulgação/Prefeitura de Franca (SP)
MP 777 foi aprovada na comissão parlamentar mista e agora segue para o plenário da Câmara
MP 777 foi aprovada na comissão parlamentar mista e agora segue para o plenário da Câmara
Marcos Oliveira/Agência Senado

Governo digital