Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 08 > INSS e Funai terão parceria para cadastrar segurados indígenas

Geral

INSS e Funai terão parceria para cadastrar segurados indígenas

por Portal Brasil publicado: 12/08/2010 20h17 última modificação: 28/07/2014 09h26

A Fundação Nacional do Índio (Funai) será parceira de um novo sistema de cadastramento do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) para administração de informações do Segurado Especial Indígena. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira (11).


Será considerado como Segurado Especial o índio reconhecido pela Funai independentemente do local onde resida, desde que exerça atividade rural em regime de economia familiar e faça dessas atividades o principal meio de vida e sustento.


O trabalhador caracterizado como rural pode ser proprietário, meeiro, arrendatário ou ter outro tipo de ligação com a produção rural. A atividade de seringueiro ou extrativista vegetal também é considerada como produção rural, desde que feita de modo sustentável e com recursos naturais renováveis.


Com um acordo de cooperação técnica assinado em 2009, a Funai passou a ter a responsabilidade de cadastrar os índios no próprio sistema do INSS, na categoria Segurado Especial. Os dados para cadastramento serão obtidos por meio de inscrição e certificação dos períodos de exercício de atividade do indígena, além de declaração anual confirmando a manutenção desta condição, que será realizada por servidores públicos da Funai, mediante sistema informatizado disponibilizado no site da Previdência Social.


O Segurado Especial tem direito a benefícios como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, aposentadoria por idade, salário maternidade e auxílio-acidente.



Fonte:
Funai

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Análise de carnes recolhidas não indica riscos à saúde humana
Ministério da Agricultura já recolheu 174 amostras de carnes nos 21 frigoríficos que estão sob investigação da Operação Carne Fraca. Nas análises feitas foram descartados riscos à saúde
Ministério da Agricultura já recolheu 174 amostras de carnes nos 21 frigoríficos que estão sob investigação da Operação Carne Fraca. Nas análises feitas foram descartados riscos à saúde
Análise de carnes recolhidas não indica riscos à saúde humana

Últimas imagens

Antes sem prazo, registros de rótulos passam a ter validade de 10 anos
Antes sem prazo, registros de rótulos passam a ter validade de 10 anos
Arquivo/Agência Brasil
Segundo portaria publicada no Diário Oficial da União, os candidatos serão chamados a partir de abril
Segundo portaria publicada no Diário Oficial da União, os candidatos serão chamados a partir de abril
Arquivo/Agência Brasil
Uma das linhas de empréstimo é voltada para a retenção de bezerros, matrizes e bois
Uma das linhas de empréstimo é voltada para a retenção de bezerros, matrizes e bois
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital