Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 08 > Investimento em Tesouro Direto soma mais R$ 267 milhões em julho

Geral

Investimento em Tesouro Direto soma mais R$ 267 milhões em julho

por Portal Brasil publicado: 19/08/2010 21h05 última modificação: 28/07/2014 09h26

O Tesouro Nacional divulgou nesta quinta-feira (19) os números de julho da venda de títulos públicos a pessoas físicas pela internet. No mês passado, as emissões do Tesouro Direto somaram R$ 267,83 milhões.

Em julho, os títulos mais exigidos pelos investidores foram os papéis pré-fixados, com juros definidos no momento da emissão, que concentraram 49,71% do total vendido. Em seguida estão os títulos indexados à inflação, com participação de 37,57%.

O Tesouro Direto atraiu 3.387 participantes no mês passado. Desde o início do projeto, o total de investidores cadastrados chega a 197,1 mil, o que representa aumento de 20,86% nos últimos 12 meses.

De acordo com o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Fernando Garrido, o vencimento de papéis em julho foi um dos fatores que provocaram o recorde de vendas, já que muitos investidores tiveram que renovar os títulos. Ele citou ainda o reconhecimento da iniciativa pela população, que tem atraído novos investidores.

O Tesouro Direto foi criado em janeiro de 2002 com objetivo de popularizar esse tipo de aplicação e permitir que pessoas físicas adquiram títulos públicos diretamente pela internet. A compra é feita sem intermediários, mas o aplicador tem que pagar taxa a uma corretora que ficará com a custódia dos títulos.

A venda de títulos é uma das formas de captar recursos e honrar os compromissos brasileiros. Em troca, o Estado brasileiro compromete-se a devolver o valor acrescido de adicional, que pode ser a taxa Selic, índices de inflação, variação do dólar ou uma taxa definida antecipadamente.

A participação de investidores estrangeiros na dívida interna voltou a crescer em julho, atingindo 9,54% (R$ 141,2 bilhões), contra 9,35% (R$ 139,1 bilhões) em junho. De acordo com Garrido, os bons fundamentos da economia brasileira e a possibilidade de redução dos juros internos no futuro estão atraindo os aplicadores externos.


Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Inmetro dá dicas para quem quer economizar energia
Com a crescente necessidade de economizar energia, o Inmetro dá dicas para quem quer poupar sem ter de abrir mão do conforto
Com a crescente necessidade de economizar energia, o Inmetro dá dicas para quem quer poupar sem ter de abrir mão do conforto
Inmetro dá dicas para quem quer economizar energia

Últimas imagens

Recursos são referentes ao ano de 2015 e podem ser retirados até 28 de dezembro
Recursos são referentes ao ano de 2015 e podem ser retirados até 28 de dezembro
Marcos Santos/USP Imagens
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Ministério da Fazenda
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Gustavo Raniere/Min. Fazenda
Arrecadação em alta é importante para manter o compromisso com as contas públicas
Arrecadação em alta é importante para manter o compromisso com as contas públicas
Arquivo EBC

Governo digital