Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 08 > Otimismo do brasileiro cresceu 1,8% entre junho e julho, segundo CNI

Geral

Otimismo do brasileiro cresceu 1,8% entre junho e julho, segundo CNI

por Portal Brasil publicado: 06/08/2010 18h14 última modificação: 28/07/2014 09h26
Divulgação/Senado Entre junho e julho, expectativa de desemprego e endividamento das famílias foram os indicadores que mais cresceram

Entre junho e julho, expectativa de desemprego e endividamento das famílias foram os indicadores que mais cresceram

Pelo terceiro mês consecutivo, o otimismo dos brasileiros aumentou, segundo o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec), divulgado nesta sexta-feira (6) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Entre junho e julho, o aumento foi de 1,8%, atingindo 116,8 pontos. A média histórica do Inec é de 108,9 pontos, sendo que a base desse índice é fixa em 100 pontos. Valores superiores a essa marca indicam expectativa positiva.

Ao todo, seis indicadores foram analisados no estudo: expectativa de inflação, de desemprego, de renda pessoal, situação financeira, endividamento e compra de bens de maior valor.


Depois de analisar esses fatores, o estudo da confederação concluiu que a maioria dos brasileiros acredita que haverá redução do desemprego, isso porque a expectativa de desemprego foi a que apresentou elevação mais expressiva, na comparação com junho. Aumentou 4,4%, atingindo 132,5 pontos.

Endividamento das famílias cresceu em 2010

A CNI destaca que houve crescimento de 3,1% no indicador de endividamento das famílias. Segundo Marcelo Azevedo, esse índice já vinha aumentando desde o início do ano por causa do fim dos benefícios fiscais que provocaram a antecipação no consumo de automóveis e bens duráveis.

A inflação, por outro lado, tem preocupado menos o consumidor, segundo o Inec. Para 53% dos consumidores, a expectativa é de que a inflação não mude (43%) ou diminua (10%). Em junho, este índice estava em 117,4 pontos, e em julho subiu para 118,9 – isso corresponde a um aumento de 1,3% no otimismo.

Em relação à renda pessoal, o otimismo cresceu 2,9% na comparação com junho. A expectativa de melhora da situação financeira aumentou 0,8%. O único índice que recuou foi o de compras de bens de maior valor, que caiu 0,5% na comparação com junho, registrando 111,1 pontos.

O Inec ouviu 2.002 pessoas entre os dias 23 e 27 de julho. A pesquisa é mensal e foi elaborada pela CNI com a ajuda do Ibope Inteligência.

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Proposta de reforma da Previdência é apresentada na Câmara dos Deputados
A leitura do relatório da comissão, que analisa a reforma da previdência, começou na manhã desta quarta-feira (19) na Câmara dos Deputados
A leitura do relatório da comissão, que analisa a reforma da previdência, começou na manhã desta quarta-feira (19) na Câmara dos Deputados
Proposta de reforma da Previdência é apresentada na Câmara dos Deputados

Últimas imagens

PIB deve avançar 0,2% neste ano, segundo previsão do FMI
PIB deve avançar 0,2% neste ano, segundo previsão do FMI
Arquivo/Agência Brasil
Receita Federal pagará a restituição do IRPF em sete lotes, entre junho e dezembro deste ano
Receita Federal pagará a restituição do IRPF em sete lotes, entre junho e dezembro deste ano
Arquivo/Agência Brasil
Para ministro, reforma da Previdência é "inadiável" e vai conter crescimento explosivo das despesas
Para ministro, reforma da Previdência é "inadiável" e vai conter crescimento explosivo das despesas
Fernando Aguiar/Casa Civil
Preço foi autorizado pelo Conselho Interministerial de Estoques Públicos
Preço foi autorizado pelo Conselho Interministerial de Estoques Públicos
Foto: Marcos Santos/USP

Governo digital