Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 08 > Preços ao consumidor caem em julho em 6 das 7 capitais pesquisadas pela FGV

Geral

Preços ao consumidor caem em julho em 6 das 7 capitais pesquisadas pela FGV

por Portal Brasil publicado: 03/08/2010 18h52 última modificação: 28/07/2014 09h26

Segundo informações divulgadas pela Fundação Getúlio Vargas nesta terça-feira (3), o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) apresentou queda no fechamento do mês de julho em seis das sete capitais pesquisadas. Na última semana do mês, a deflação registrada foi de 0,21%, contra - 0,14% do período anterior.

Entre as capitais pesquisadas, Brasília foi a única que apresentou variação positiva, com 0,02%. O resultado foi inferior ao divulgado na terceira semana de julho e sofreu impacto dos grupos vestuário, educação, leitura e recreação.

Belo Horizonte foi a cidade onde o recuo do IPC-S foi mais intenso, registrando -0,43%, ante a taxa de -0,08% da semana anterior. Segundo a FGV, os grupos que mais influenciaram o resultado foram alimentação e educação, leitura e recreação.

Em seguida vem o Rio de Janeiro, com -0,46%, contra -0,29% da terceira semana de julho, pressionado pela queda de preços em vestuário. Em Salvador, o IPC-S ficou em -0,02%, ante 0,05%, com destaque para a queda de preços em alimentação e despesas diversas; e em Recife, em -0,22%, contra -0,20%, com reflexo da desaceleração nos preços do grupo alimentação.

Em Porto Alegre, o IPC-S fechou o mês em -0,06%, contra -0,04%, em função da queda de preços nos grupos vestuário e saúde e cuidados pessoais. Em São Paulo, o índice registrou deflação de 0,08%. A queda foi menor do que a da semana anterior e o resultado foi influenciado pela alta de preços dos itens transportes, alimentação e habitação.


Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Vendas do varejo crescem 3,6% em agosto
Pesquisa mensal de comércio do IBGE aponta que as vendas do varejo cresceram em agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado. O setor de móveis e eletrodomésticos foi o que registrou o maior crescimento
Pesquisa mensal de comércio do IBGE aponta que as vendas do varejo cresceram em agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado. O setor de móveis e eletrodomésticos foi o que registrou o maior crescimento
Vendas do varejo crescem 3,6% em agosto

Últimas imagens

Caso estimativa do Ministério da Agricultura se confirme, a produção rural do País deve alcançar R$ 535,4 bilhões no ano, número nunca antes registrado
Caso estimativa do Ministério da Agricultura se confirme, a produção rural do País deve alcançar R$ 535,4 bilhões no ano, número nunca antes registrado
Andre Borges/Agência Brasília
Acordo foi celebrado entre autoridades brasileiras e do Moçambique
Acordo foi celebrado entre autoridades brasileiras e do Moçambique
Pixabay
Novo prazo será anunciado apenas ao término das rodadas de licitação, diz agência
Novo prazo será anunciado apenas ao término das rodadas de licitação, diz agência
Divulgação/Petrobras

Governo digital