Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 10 > Cresce taxa de inovação das indústrias

Economia e Emprego

Cresce taxa de inovação das indústrias

por Portal Brasil publicado: 29/10/2010 12h10 última modificação: 28/07/2014 09h29

A taxa de inovação da indústria, relativa aos serviços de edição, telecomunicações e informática e ao setor de pesquisa e desenvolvimento  cresceu de 34,4% no período 2003-2005 para 38,6% entre 2006 e 2008, segundo a Pesquisa de Inovação Tecnológica (Pintec) 2008, divulgada nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Foram investigadas, ao todo, 106,8 mil empresas, das quais cerca de 41,3 mil implementaram produto ou processo novo ou substancialmente aprimorado entre 2006 e 2008. Isso significa que, das 100,5 mil empresas industriais, 38,1% foram inovadoras, percentual inferior ao observado no setor de pesquisa e desenvolvimento, cuja taxa de inovação foi de 97,5%, e nos serviços selecionados, 46,2%. Esta é a maior taxa de inovação do setor industrial desde que a pesquisa começou a ser realizada em 2000, quando o percentual foi de 31,5%, subindo para 33,3% em 2003 e 33,4% em 2005.

A parcela do faturamento das empresas gasto em atividades inovativas mostrou estabilidade em relação à pesquisa anterior, passando de 3% em 2005 para 2,9% em 2008. Na indústria, este percentual foi de 2,5%, abaixo dos serviços selecionados (4,2%) e de pesquisa e desenvolvimento (71,1%).

O destaque, entre 2006 e 2008, ficou por conta do uso da internet como fonte do processo inovativo. Nos serviços selecionados, ela foi utilizada por 78,7% das empresas, caracterizando-se como importante propulsor da inovação. No setor industrial, o percentual foi menor (68,8%), porém é a primeira vez em todas as edições da pesquisa que essa fonte é apontada como a mais relevante.

Houve, ainda, crescimento do percentual de empresas inovadoras que utilizaram ao menos um instrumento de apoio governamental, passando de 18,8% entre 2003 e 2005 para 22,3% no período 2006-2008. Isso equivale a um total de 9,2 mil empresas, das quais 8,7 mil eram industriais.

 

Fonte:
IBGE

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

A revolução agrícola brasileira
De acordo com representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, País passou de grande importador a segundo maior exportador de commodities alimentares.
Um projeto para o futuro
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirma que País tem grandes possibilidades de se tornar maior exportador mundial de alimentos.
Exemplos e desafios
Representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic elogia medidas acertadas para agricultura e aborda desafios do País para o futuro.
De acordo com representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, País passou de grande importador a segundo maior exportador de commodities alimentares.
A revolução agrícola brasileira
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirma que País tem grandes possibilidades de se tornar maior exportador mundial de alimentos.
Um projeto para o futuro
Representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic elogia medidas acertadas para agricultura e aborda desafios do País para o futuro.
Exemplos e desafios

Últimas imagens

Ministério da Agricultura já repassou R$ 989,3 milhões para 12 bancos para linhas de capital de giro de cooperativas de produção e de indústria de torrefação e moagem
Ministério da Agricultura já repassou R$ 989,3 milhões para 12 bancos para linhas de capital de giro de cooperativas de produção e de indústria de torrefação e moagem
Divulgação/EBC
Os dados constam do boletim Focus do BC
Os dados constam do boletim Focus do BC
Divulgação/Governo do Espírito Santo
Petrobras figura na segunda posição do ranking de empresas mais desejadas entre os jovens
Petrobras figura na segunda posição do ranking de empresas mais desejadas entre os jovens
Agência Petrobras
Ferramenta vai gerir e disponibilizar informações sobre os diferentes setores do agronegócio brasileiro
Ferramenta vai gerir e disponibilizar informações sobre os diferentes setores do agronegócio brasileiro
Divulgação/Governo de TO

Governo digital