Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2010 > 10 > Preços ao consumidor sobem em cinco das sete capitais pesquisadas pela FGV

Geral

Preços ao consumidor sobem em cinco das sete capitais pesquisadas pela FGV

por Portal Brasil publicado: 04/10/2010 12h42 última modificação: 28/07/2014 09h29

As taxas de inflação medidas pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiram em cinco das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no fechamento de setembro, em relação àquelas verificadas na terceira prévia do mês.

De acordo com o levantamento divulgado nesta segunda-feira (4), os preços aumentaram com mais intensidade em São Paulo (de 0,73% para 0,83%), capital com maior peso na formação do índice, Salvador (de 0,10% para 0,21%), Brasília (de 0,16% para 0,27%) e Rio de Janeiro (de 0,29% para 0,33%). Também houve acréscimo na taxa em Recife (de –0,36% para –0,14%), onde os preços caíram com menos força entre os dois levantamentos.

As outras capitais apresentaram diminuição no IPC-S. Em Belo Horizonte, a taxa passou de 0,31% para 0,23%; e em Porto Alegre os preços caíram com mais vigor e o índice passou de –0,08% para –0,13%.

A inflação medida pelo IPC-S fechou o mês com variação de 0,46%, ante 0,40% da pesquisa anterior e 0,17% da primeira prévia do mês. Com o resultado, que foi puxado pela alta nos alimentos (de 0,63% para 0,84%), a taxa acumulada no ano passou para 3,82% e, nos últimos 12 meses, para 4,36%.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

CNH terá código digital para evitar fraudes
Documentos emitidos a partir de 1º de maio já possuem este elemento de autenticação
Documentos emitidos a partir de 1º de maio já possuem este elemento de autenticação
CNH terá código digital para evitar fraudes

Últimas imagens

Aumento nas importações de combustíveis contribuiu para adoção da medida
Aumento nas importações de combustíveis contribuiu para adoção da medida
Arquivo/Agência Brasil
Em abril, o esforço fiscal do governo central foi o maior desde 2014
Em abril, o esforço fiscal do governo central foi o maior desde 2014
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Segundo dados do Fisco, no acumulado do ano, a arrecadação registrou aumento de 0,65%, em termos reais, em relação ao mesmo período do ano passado
Segundo dados do Fisco, no acumulado do ano, a arrecadação registrou aumento de 0,65%, em termos reais, em relação ao mesmo período do ano passado
Arquivo EBC
Preço da laranja, melancia e maçã diminuiu em vários mercados brasileiros
Preço da laranja, melancia e maçã diminuiu em vários mercados brasileiros
Arquivo/EBC

Governo digital