Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 01 > Banco do Nordeste disponibiliza R$ 100 milhões para empreendedores individuais

Economia e Emprego

Banco do Nordeste disponibiliza R$ 100 milhões para empreendedores individuais

por Portal Brasil publicado: 12/01/2011 18h33 última modificação: 28/07/2014 14h10

O Banco do Nordeste (BNB) lançou uma linha de crédito específica para empreendedores individuais. O novo produto vai disponibilizar, em 2011, R$ 100 milhões para atendimento a esse público. Inicialmente, terão preferência os empreendedores que já participam do programa de microcrédito orientado da instituição, o Crediamigo. Os recursos são do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

A nova linha de crédito visa financiar investimentos, a exemplo de aquisição de móveis, utensílios, veículos, máquinas e equipamentos, e construção ou reforma de instalações físicas, destinadas à atividade de empreendedores individuais. 

Os financiamentos podem atingir 100% do investimento projetado, desde que não ultrapassem o valor máximo de R$ 15 mil por operação. Há limites de financiamento diferenciados por porte de clientes. Os empreendedores interessados devem ter faturamento anual máximo de R$ 36 mil e comprovar experiência de pelo menos seis meses na atividade desenvolvida. 

Segundo o gerente em exercício do Ambiente de Micro e Pequena Empresa do BNB, Jorge Mendonça. o modelo adotado pelo Banco do Nordeste para a concessão de crédito ao empreendedor individual com FNE foi inspirado nas diretrizes normativas e operacionais do Crediamigo, "por ser um modelo já testado, aprovado e bastante identificado com o público-alvo da proposta, observando-se, todavia, as diretrizes e regras estabelecidas pelo Fundo Constitucional”.


Fonte:
Banco do Nordeste

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Dilma participa da abertura da colheita em Eldorado do Sul
Presidenta também inaugurou a unidade de secagem e armazenagem de arroz da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados de Porto Alegre
Dilma afirma que ajuste fiscal irá garantir crescimento
Presidenta ressaltou a importância da aprovação das medidas fiscais propostas pelo governo para que país saia da atual situação
“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro
Presidenta também inaugurou a unidade de secagem e armazenagem de arroz da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados de Porto Alegre
Dilma participa da abertura da colheita em Eldorado do Sul
Presidenta ressaltou a importância da aprovação das medidas fiscais propostas pelo governo para que país saia da atual situação
Dilma afirma que ajuste fiscal irá garantir crescimento
“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro
“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro

Últimas imagens

Mulheres ativas no mercado de trabalho – ou seja, que exercem alguma atividade remunerada – chegam a dedicar quase o dobro do tempo aos afazeres domésticos na comparação com os homens inativos
Mulheres ativas no mercado de trabalho – ou seja, que exercem alguma atividade remunerada – chegam a dedicar quase o dobro do tempo aos afazeres domésticos na comparação com os homens inativos
Foto: Foto: Sergio Amaral/MDS
As gravações ocorreram nas cidades de Brasília (DF), Itajaí (SC), Foz do Iguaçu (PR) e Vitória (ES)
As gravações ocorreram nas cidades de Brasília (DF), Itajaí (SC), Foz do Iguaçu (PR) e Vitória (ES)
Entidade do setor de materiais de construção aponta que 45% dos empresários pretendem retomar investimentos
Entidade do setor de materiais de construção aponta que 45% dos empresários pretendem retomar investimentos
Foto: Cayo Vieira/EBC
Atualmente, FGTS financia a fundo perdido 95% das moradias para as faixas do programa voltadas para população de baixa renda
Atualmente, FGTS financia a fundo perdido 95% das moradias para as faixas do programa voltadas para população de baixa renda
Divulgação/EBC
Em 2015, 1.590 jovens em todo o estado foram inseridos no mercado de trabalho a partir das ações de fiscalização
Em 2015, 1.590 jovens em todo o estado foram inseridos no mercado de trabalho a partir das ações de fiscalização
Divulgação/Governo de Rondônia

Governo digital