Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 02 > Índice Nacional da Construção Civil variou 0,27% em janeiro

Economia e Emprego

Índice Nacional da Construção Civil variou 0,27% em janeiro

por Portal Brasil publicado: 08/02/2011 12h36 última modificação: 28/07/2014 14h12

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF), iniciou o ano de 2011 com variação praticamente igual a registrada em dezembro de 2010 (0,26%), avançando apenas 0,01 ponto percentual.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em dezembro havia sido R$ 769,06, em janeiro passou para R$ 768,44, sendo R$ 436,29 relativos aos materiais e R$ 332,15 à mão-de-obra.

A parcela dos materiais apresentou variação de 0,32%, recuando 0,11 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,43%), enquanto a mão-de-obra registrou aceleração de 0,15 ponto percentual, passando de 0,05% em dezembro para 0,20% em janeiro.

Pressionada pelos reajustes salariais do Piauí, a região Nordeste, com alta de 0,46%, ficou com a maior taxa regional em janeiro. Os demais resultados foram: 0,37% (Norte), 0,21% (Centro-Oeste), 0,16% (Sudeste) e 0,14% (Sul).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 809,06 (Sudeste), R$ 779,58 (Norte), R$ 755,14 (Centro-Oeste), R$ 752,44 (Sul) e R$ 726,65 (Nordeste).

Devido à pressão exercida pelos reajustes salariais decorrentes de acordos coletivos, Piauí e Tocantins registraram as maiores taxas mensais, respectivamente, 4,19% e 3,00%. Os estados que apresentaram as menores variações foram: Mato Grosso (0,04%), Alagoas (0,08%), Roraima, Amapá e Rio Grande do Sul, todos com taxa de 0,09%.

Segundo o IBGE, estes resultados foram calculados com uma nova estrutura de ponderação das áreas geográficas. Ela pode ser acessada no site do instituto.


Fonte:
IBGE

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Agricultura familiar | Lindaci Maria dos Santos
A agricultora Lindaci Maria dos Santos conta sua história, as mudanças em sua vida após a mudança para a chácara no Lago Oeste (DF) e os novos projetos dos agricultores orgânicos incentivados pelo Sebrae na região.
Pablo Claudino - Bancário
O 1° de Maio está sendo comemorado em um momento crucial para as relações trabalhistas do Brasil.
Dilma decreta criação de fórum para debater políticas trabalhistas
Nesta quinta (30), véspera do Dia Internacional do Trabalhador, Dilma Rousseff recebeu representantes de diversas centrais sindicais
A agricultora Lindaci Maria dos Santos conta sua história, as mudanças em sua vida após a mudança para a chácara no Lago Oeste (DF) e os novos projetos dos agricultores orgânicos incentivados pelo Sebrae na região.
Agricultura familiar | Lindaci Maria dos Santos
O 1° de Maio está sendo comemorado em um momento crucial para as relações trabalhistas do Brasil.
Pablo Claudino - Bancário
Nesta quinta (30), véspera do Dia Internacional do Trabalhador, Dilma Rousseff recebeu representantes de diversas centrais sindicais
Dilma decreta criação de fórum para debater políticas trabalhistas

Últimas imagens

Crédito bancário será realizado no dia 15 de julho
Crédito bancário será realizado no dia 15 de julho
Divulgação/ Governo do RS
A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, após reunião com representantes do governo japonês
A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, após reunião com representantes do governo japonês
Foto: Priscila Mendes
Valor corresponde a R$ 139,5 bilhões do total de R$ 156 bilhões
Valor corresponde a R$ 139,5 bilhões do total de R$ 156 bilhões
Divulgação/Governo do RJ
Objetivo maior, segundo o ministro Manoel Dias, é a politização do trabalhador
Objetivo maior, segundo o ministro Manoel Dias, é a politização do trabalhador
Divulgação/EBC
Presidenta Dilma Rousseff assina Medida Provisória do Programa de Proteção ao Emprego
Presidenta Dilma Rousseff assina Medida Provisória do Programa de Proteção ao Emprego
Roberto Stuckert Filho

Governo digital