Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 02 > Índice Nacional da Construção Civil variou 0,27% em janeiro

Economia e Emprego

Índice Nacional da Construção Civil variou 0,27% em janeiro

por Portal Brasil publicado: 08/02/2011 12h36 última modificação: 28/07/2014 14h12

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF), iniciou o ano de 2011 com variação praticamente igual a registrada em dezembro de 2010 (0,26%), avançando apenas 0,01 ponto percentual.

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em dezembro havia sido R$ 769,06, em janeiro passou para R$ 768,44, sendo R$ 436,29 relativos aos materiais e R$ 332,15 à mão-de-obra.

A parcela dos materiais apresentou variação de 0,32%, recuando 0,11 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,43%), enquanto a mão-de-obra registrou aceleração de 0,15 ponto percentual, passando de 0,05% em dezembro para 0,20% em janeiro.

Pressionada pelos reajustes salariais do Piauí, a região Nordeste, com alta de 0,46%, ficou com a maior taxa regional em janeiro. Os demais resultados foram: 0,37% (Norte), 0,21% (Centro-Oeste), 0,16% (Sudeste) e 0,14% (Sul).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 809,06 (Sudeste), R$ 779,58 (Norte), R$ 755,14 (Centro-Oeste), R$ 752,44 (Sul) e R$ 726,65 (Nordeste).

Devido à pressão exercida pelos reajustes salariais decorrentes de acordos coletivos, Piauí e Tocantins registraram as maiores taxas mensais, respectivamente, 4,19% e 3,00%. Os estados que apresentaram as menores variações foram: Mato Grosso (0,04%), Alagoas (0,08%), Roraima, Amapá e Rio Grande do Sul, todos com taxa de 0,09%.

Segundo o IBGE, estes resultados foram calculados com uma nova estrutura de ponderação das áreas geográficas. Ela pode ser acessada no site do instituto.


Fonte:
IBGE

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ministério do Trabalho organiza ações de incentivo a contratação de pessoas com deficiência
Atividades fazem parte do Dia D da Inclusão Social e Profissional de Pessoas com Deficiência e Reabilitados pelo INSS no mercado de trabalho
Pesquisa avalia evolução da agricultura no Brasil nos últimos 40 anos
A pesquisadora da Embrapa Marisa Prado explica a evolução do setor no contexto mundial
Meirelles cita ações para recuperação econômica
Em seminário da Fiesp, em São Paulo, Henrique Meirelles destacou a limitação dos gastos públicos, entre outras ações do governo para recuperação da economia
Atividades fazem parte do Dia D da Inclusão Social e Profissional de Pessoas com Deficiência e Reabilitados pelo INSS no mercado de trabalho
Ministério do Trabalho organiza ações de incentivo a contratação de pessoas com deficiência
A pesquisadora da Embrapa Marisa Prado explica a evolução do setor no contexto mundial
Pesquisa avalia evolução da agricultura no Brasil nos últimos 40 anos
Em seminário da Fiesp, em São Paulo, Henrique Meirelles destacou a limitação dos gastos públicos, entre outras ações do governo para recuperação da economia
Meirelles cita ações para recuperação econômica

Últimas imagens

Variação menor beneficia inquilinos que têm contrato vencendo neste mês
Variação menor beneficia inquilinos que têm contrato vencendo neste mês
Marcos Santos/USP Imagens
O Centro-Oeste teve o maior número de cabeças de gado entre as grandes regiões
O Centro-Oeste teve o maior número de cabeças de gado entre as grandes regiões
Renato Araùjo/Agência Brasília
Atualmente, a alíquota está no patamar mínimo de 0,1%
Atualmente, a alíquota está no patamar mínimo de 0,1%
Divulgação/Agência Brasil
Pesquisa de Risco e Intenção de Endividamento aumentou 24,9%
Pesquisa de Risco e Intenção de Endividamento aumentou 24,9%
Reprodução/Agência Brasil
Durante palestra nos EUA, Christine Lagarde disse que perspectiva para emergentes merece um otimismo cauteloso
Durante palestra nos EUA, Christine Lagarde disse que perspectiva para emergentes merece um otimismo cauteloso
Stephen Jaffe /IMF Staff Photo

Governo digital