Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 02 > Ministério vai treinar novos degustadores de café para analisarem a produção do País

Economia e Emprego

Ministério vai treinar novos degustadores de café para analisarem a produção do País

por Portal Brasil publicado: 23/02/2011 16h14 última modificação: 28/07/2014 14h13
Assessoria de Comunicação/Incaper A partir de março, o Ministério da Agricultura pretende capacitar mais de 300 novos degustadores de café no País

A partir de março, o Ministério da Agricultura pretende capacitar mais de 300 novos degustadores de café no País

Por conta da nova norma de qualidade do café que entra em vigor nesta quarta-feira (23), o Ministério da Agricultura decidiu que vai treinar técnicos, a partir de março deste ano, para realizarem a análise sensorial do café que é consumido no País. Os cursos serão aplicados durante os próximos dois anos, período em que ficará suspenso o exame de análise sensorial para avaliar a fragrância, o aroma, a acidez, o sabor e a qualidade do café torrado em grão e do café torrado e moído.

As demais regras do Padrão Oficial de Classificação do Café Torrado em Grão e Torrado e Moído — que limitam percentual de impurezas e umidade — serão adotadas imediatamente. Leia mais sobre o Padrão Oficial no Portal Brasil

“Nesse período, vamos promover mais cursos para formação de classificadores. Hoje, temos 16 profissionais treinados nessa área. A expectativa é capacitar mais 340 técnicos, além de 500 industriais”, informa o coordenador-geral de Qualidade Vegetal do Ministério da Agricultura, Fábio Fernandes.

Para realizar a análise sensorial, denominada prova da xícara, o técnico agrícola, engenheiro agrônomo ou engenheiro de alimentos, especializado na classificação de café, deverá fazer a degustação do produto em uma empresa credenciada pelo Ministério da Agricultura. Nesse quesito, para o café ser comercializado, a nota obtida tem que ser igual ou superior a quatro pontos, numa escala que varia de 0 a 10.


Adaptação

Nos próximos dois anos, as entidades que desejarem executar a classificação do café torrado em grão e do café torrado e moído deverão se adequar às exigências estabelecidas pelo Ministério da Agricultura. “A adoção desses critérios é importante para verificar a pureza e a qualidade do café oferecido aos consumidores. Trata-se de um passo essencial para o desenvolvimento do consumo nacional desse produto”, explica o secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Manoel Bertone.

Segundo ele, a indústria tem sido parceira nessa ação, principalmente os produtores, que apoiam as medidas governamentais, por considerarem o próprio mercado o maior patrimônio da cafeicultura brasileira.


Cursos em março

Os próximos cursos de classificadores de café torrado em grão e café torrado e moído serão retomados a partir do dia 21 de março de 2011. 

Segundo o ministério, neste ano, serão formadas novas turmas nas universidades de Viçosa (UFV) e de Lavras (UFLA), no Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Sul de Minas, Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Associação Comercial de Santos e nos Sindicatos das Indústrias de Café (Sindicafé) em São Paulo e Minas Gerais.


Fonte:
Ministério da Agricultura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Agro+ traz menos burocracia para o agronegócio
O Agro+ é uma iniciativa do Governo Federal que traz mais eficiência na agricultura, mais empregos no campo e facilita o acesso do agronegócio brasileiro no mercado internacional
Comissão se reúne para discutir Reforma Trabalhista
A comissão especial da Câmara dos Deputados se reuniu, nessa quinta-feira (16), para debater a Reforma Trabalhista
TáxiGov possibilitará redução de gastos públicos com transporte ao governo
O sistema está em fase de teste pelo Ministério do Planejamento. Com a iniciativa, o órgão gradualmente deixará de usar a frota própria e estima reduzir suas despesas em 60%, o que soma uma economia de R$ 20 milhões ao ano
O Agro+ é uma iniciativa do Governo Federal que traz mais eficiência na agricultura, mais empregos no campo e facilita o acesso do agronegócio brasileiro no mercado internacional
Agro+ traz menos burocracia para o agronegócio
A comissão especial da Câmara dos Deputados se reuniu, nessa quinta-feira (16), para debater a Reforma Trabalhista
Comissão se reúne para discutir Reforma Trabalhista
O sistema está em fase de teste pelo Ministério do Planejamento. Com a iniciativa, o órgão gradualmente deixará de usar a frota própria e estima reduzir suas despesas em 60%, o que soma uma economia de R$ 20 milhões ao ano
TáxiGov possibilitará redução de gastos públicos com transporte ao governo

Últimas imagens

O Pará que é o maior produtor de açaí, envolvendo 300 mil pessoas de 54 municípios
O Pará que é o maior produtor de açaí, envolvendo 300 mil pessoas de 54 municípios
Arquivo/Agência Brasil
Em alguns casos, documento tem que ser entregue mesmo por quem não reteve IR
Em alguns casos, documento tem que ser entregue mesmo por quem não reteve IR
Arquivo/Agência Brasil
BB informou ter reduzido as taxas em até 0,12 ponto percentual ao mês
BB informou ter reduzido as taxas em até 0,12 ponto percentual ao mês
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Entre os inscritos, 300 serão selecionados para participar da capacitação em empreendedorismo inovador
Entre os inscritos, 300 serão selecionados para participar da capacitação em empreendedorismo inovador
Arquivo/Agência Brasil
Alimentação e bebidas voltaram a ficar mais baratos, recuando 0,07% em relação a janeiro
Alimentação e bebidas voltaram a ficar mais baratos, recuando 0,07% em relação a janeiro
Tânia Rêgo/ABr

Governo digital