Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 04 > Governo e Sebrae apresentam balanço do Empreendedor Individual nesta quarta

Economia e Emprego

Governo e Sebrae apresentam balanço do Empreendedor Individual nesta quarta

por Portal Brasil publicado: 05/04/2011 18h34 última modificação: 28/07/2014 14h16

O governo federal e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) divulgam nesta quarta-feira (6), em Brasília, o balanço do programa Empreendedor Individual. Os detalhes serão apresentados em coletiva no auditório do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), às 11h. Além do Mdic e do Sebrae, a entrevista contará com representantes do Ministério da Previdência Social e da Receita Federal.

Criado em julho de 2009 para incentivar a formalização de profissionais que trabalham por conta própria, o programa Empreendedor Individual contabiliza mais de um milhão de formalizações. A marca será celebrada em solenidade no Palácio do Planalto, na próxima quinta-feira (7), com a presença da presidenta Dilma Rousseff.

Os números que serão apresentados nesta quarta traçam um mapa das formalizações por profissão, idade, sexo, atividade e forma de atuação. Dados preliminares confirmam os impactos do programa, como a migração de mais de seis mil empreendedores individuais para microempresas e a geração de mais de 19 mil empregos.

Empreendedor Individual é a figura jurídica criada pela Lei Complementar 128/08, que ampliou os benefícios da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa - a Lei Complementar 123/06, conhecida como Lei do Supersimples - para trabalhadores autônomos com receita bruta anual de até R$ 36 mil.


Fonte:
Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação

Últimas imagens

De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), neste exercício, entram em vigor as novas regras estabelecidas pela Medida Provisória 665
De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), neste exercício, entram em vigor as novas regras estabelecidas pela Medida Provisória 665
Foto: Divulgação/Caixa Econômica
Para o calendário 2015/2016 foram disponibilizados 20 milhões de benefícios do Abono Salarial, o que representa um montante de R$ 17 bilhões
Para o calendário 2015/2016 foram disponibilizados 20 milhões de benefícios do Abono Salarial, o que representa um montante de R$ 17 bilhões
Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil
Linha Pró-Cotista é voltado para trabalhadores com pelo menos 36 meses de vínculo com o FGTS (não necessariamente seguidos)
Linha Pró-Cotista é voltado para trabalhadores com pelo menos 36 meses de vínculo com o FGTS (não necessariamente seguidos)
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Inadimplência no rotativo do cartão de crédito foi a que mais caiu
Inadimplência no rotativo do cartão de crédito foi a que mais caiu
Marcos Santos/USP Imagens
Os financiamentos imobiliários cresceram 0,7% e saldo total dessas operações soma R$ 516,8 bilhões
Os financiamentos imobiliários cresceram 0,7% e saldo total dessas operações soma R$ 516,8 bilhões
Kelsen Fernandes/Fotos Públicas

Governo digital