Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 05 > Crédito para microempresas do BNDES cresce 13% no primeiro trimestre

Economia e Emprego

Crédito para microempresas do BNDES cresce 13% no primeiro trimestre

por Portal Brasil publicado: 16/05/2011 16h09 última modificação: 28/07/2014 14h18

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) atingiram R$ 24,9 bilhões no primeiro trimestre deste ano, mostrando recuo de 2% na comparação com igual período do ano anterior. Embora pequena, esta foi a primeira queda nos desembolsos registrada desde 2006, considerando-se apenas primeiros trimestres. 

Ainda assim, as liberações às micro, pequenas e médias empresas e pessoas físicas permaneceram em alta nos três primeiros meses do ano, com R$ 11,2 bilhões em financiamentos — o que indica um crescimento de 13%. O balanço indica que 160 mil operações foram realizadas no período, uma expansão de 43%. Os dados foram divulgados pelo banco nesta segunda-feira (16).

Somente no primeiro trimestre do ano, segundo o banco, o Cartão BNDES realizou 98,2 mil operações, movimentando um total de R$ 1,3 bilhão – cifra 81% superior à observada no mesmo período do ano anterior. Atualmente são mais de 390 mil cartões emitidos, que somam R$ 17 bilhões em limite de crédito concedido. 

No acumulado de 12 meses, encerrados em março último, os desembolsos do banco ficaram equilibrados em R$ 143,1 bilhões (sem incluir a operação de capitalização da Petrobras, realizada em setembro do ano passado), ou seja, no mesmo patamar de 2010.

Segundo o banco, o resultado reflete o objetivo do governo de abrir espaços para uma maior participação do mercado privado de capitais no financiamento de longo prazo no País. Veja o resultado do trimestre na página do banco.


Março registra queda

Em março, isoladamente, os desembolsos do BNDES alcançaram R$ 7,7 bilhões, com declínio de 18% em relação aos R$ 9,4 bilhões liberados em igual mês do ano anterior.

Também as consultas recuaram no mês de março, somando R$ 15,2 bilhões. A queda de 26% é, da mesma forma, explicada pela alta base de comparação. Os enquadramentos no mês, no entanto, cresceram 6%, alcançando R$ 13,4 bilhões.


Fonte:
BNDES

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Agricultura familiar | Lindaci Maria dos Santos
A agricultora Lindaci Maria dos Santos conta sua história, as mudanças em sua vida após a mudança para a chácara no Lago Oeste (DF) e os novos projetos dos agricultores orgânicos incentivados pelo Sebrae na região.
Pablo Claudino - Bancário
O 1° de Maio está sendo comemorado em um momento crucial para as relações trabalhistas do Brasil.
Dilma decreta criação de fórum para debater políticas trabalhistas
Nesta quinta (30), véspera do Dia Internacional do Trabalhador, Dilma Rousseff recebeu representantes de diversas centrais sindicais
A agricultora Lindaci Maria dos Santos conta sua história, as mudanças em sua vida após a mudança para a chácara no Lago Oeste (DF) e os novos projetos dos agricultores orgânicos incentivados pelo Sebrae na região.
Agricultura familiar | Lindaci Maria dos Santos
O 1° de Maio está sendo comemorado em um momento crucial para as relações trabalhistas do Brasil.
Pablo Claudino - Bancário
Nesta quinta (30), véspera do Dia Internacional do Trabalhador, Dilma Rousseff recebeu representantes de diversas centrais sindicais
Dilma decreta criação de fórum para debater políticas trabalhistas

Últimas imagens

Antes os empregadores tinham até o dia 15 do mês para realizar o recolhimento da contribuição previdenciária
Antes os empregadores tinham até o dia 15 do mês para realizar o recolhimento da contribuição previdenciária
Divulgação/Portal Brasil
Crédito bancário será realizado no dia 15 de julho
Crédito bancário será realizado no dia 15 de julho
Divulgação/ Governo do RS
Valor corresponde a R$ 139,5 bilhões do total de R$ 156 bilhões
Valor corresponde a R$ 139,5 bilhões do total de R$ 156 bilhões
Divulgação/Governo do RJ
Objetivo maior, segundo o ministro Manoel Dias, é a politização do trabalhador
Objetivo maior, segundo o ministro Manoel Dias, é a politização do trabalhador
Divulgação/EBC
Presidenta Dilma Rousseff assina Medida Provisória do Programa de Proteção ao Emprego
Presidenta Dilma Rousseff assina Medida Provisória do Programa de Proteção ao Emprego
Roberto Stuckert Filho

Governo digital