Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 06 > Exportação de produtos brasileiros é fortalecida com isenção de impostos por mais 1 ano

Economia e Emprego

Exportação de produtos brasileiros é fortalecida com isenção de impostos por mais 1 ano

por Portal Brasil publicado: 30/06/2011 21h14 última modificação: 28/07/2014 14h28

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, disse nesta quinta-feira (30), que a decisão do Senado Federal de prorrogar por mais um ano o drawback integrado de suspensão consiste num “incentivo para que produtos brasileiros cheguem ao mercado internacional de forma mais competitiva”. O drawback é mecanismo que permite às empresas exportadoras adquirir insumos importados ou produzidos no Brasil com suspensão de IPI, PIS/Cofins, Imposto de Importação e ICMS.

“Os senadores compreenderam que, neste momento, era importante aprovar uma medida na qual estão amparadas 25% das nossas exportações”, disse Fernando Pimentel.

A prorrogação do drawback é um dos temas da Medida Provisória 526/2011, aprovada na forma do Projeto de Lei de Conversão (PLV) 16/2011. O texto já havia passado pela Câmara dos Deputados e, como não houve alteração, segue para sanção presidencial. A proposta permite que as concessões de drawback que venceram em 2011 ou que já tenham sido prorrogadas e ainda vencerão neste ano sejam estendidas por mais um ano em caráter excepcional.

O objetivo do prazo adicional é permitir que as empresas cumpram a condicionante de exportar o produto acabado, prevista no regime especial. Em decorrência da crise financeira de 2008, o governo federal já havia prorrogado o drawback em duas ocasiões: primeiro, em 2009, quando o prazo para exportar foi ampliado de dois para três anos, e, em seguida, em 2010, ampliando de três anos para quatro anos o período previsto para a exportação.


Fonte:
Blog do Planalto

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

A revolução agrícola brasileira
De acordo com representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, País passou de grande importador a segundo maior exportador de commodities alimentares.
Um projeto para o futuro
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirma que País tem grandes possibilidades de se tornar maior exportador mundial de alimentos.
Exemplos e desafios
Representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic elogia medidas acertadas para agricultura e aborda desafios do País para o futuro.
De acordo com representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, País passou de grande importador a segundo maior exportador de commodities alimentares.
A revolução agrícola brasileira
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirma que País tem grandes possibilidades de se tornar maior exportador mundial de alimentos.
Um projeto para o futuro
Representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic elogia medidas acertadas para agricultura e aborda desafios do País para o futuro.
Exemplos e desafios

Últimas imagens

De janeiro a junho deste ano, realizaram mais de 138 mil fiscalizações
De janeiro a junho deste ano, realizaram mais de 138 mil fiscalizações
Divulgação/Governo de TO
Comércio entre Brasil e México, em 2014, somou pouco mais de US$ 9 bilhões
Comércio entre Brasil e México, em 2014, somou pouco mais de US$ 9 bilhões
Divulgação/MDIC
Caio Rocha explica a deputados ações do Mapa para apoiar setor
Caio Rocha explica a deputados ações do Mapa para apoiar setor
Noaldo Santos/Mapa
No segundo trimestre do ano (abril, maio e junho), o lucro líquido foi de R$ 1,9 bilhão
No segundo trimestre do ano (abril, maio e junho), o lucro líquido foi de R$ 1,9 bilhão
Contratações para o médio produtor atingiram R$ 11,8 bilhões
Contratações para o médio produtor atingiram R$ 11,8 bilhões
Divulgação/Governo do ES

Governo digital