Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 08 > Antecipação do 13º salário no Banco do Brasil cresce 25%

Economia e Emprego

Antecipação do 13º salário no Banco do Brasil cresce 25%

por Portal Brasil publicado: 29/08/2011 16h08 última modificação: 28/07/2014 14h30

O Banco do Brasil (BB) contratou R$ 755 milhões da linha de crédito que antecipa o décimo terceiro salário do trabalhador brasileiro. O valor é referente aos sete primeiros meses do ano, o que representa cerca de  25% a mais que o mesmo período do ano passado. Até o final do mês de julho, foram registradas 910 mil operações com tíquete médio de R$ 830.

Para contratar a linha, o trabalhador precisa receber o pagamento do seu salário através do BB. A instituição financeira tem taxa de juros entre 3,21% e 4,55% ao mês e oferece crédito de até 80% do valor do décimo terceiro. Aposentados e pensionistas do INSS, com benefício creditado em conta corrente, também podem participar da antecipação. O pagamento em parcela única é feito na data de recebimento do 13º ou no vencimento final do contrato.

O BB Crédito 13º Salário pode ser contratado por correntistas pessoa física com limite de crédito pré-aprovado no Banco e que recebam seus proventos em conta corrente. A contratação está disponível em qualquer agência do Banco do Brasil em todo o País, nos terminais de autoatendimento, pela internet.


Fonte:
Banco do Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: Três Poderes terão limite de gastos
De acordo com o ministro da Fazenda, Reforma Fiscal terá vigência de 20 anos, e pode mudar de critérios a partir do décimo ano
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
De acordo com o ministro da Fazenda, Reforma Fiscal terá vigência de 20 anos, e pode mudar de critérios a partir do décimo ano
Meirelles: Três Poderes terão limite de gastos

Governo digital