Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2011 > 09 > Donas de casa de baixa renda podem contribuir para Previdência Social com alíquota reduzida

Economia e Emprego

Donas de casa de baixa renda podem contribuir para Previdência Social com alíquota reduzida

por Portal Brasil publicado: 30/09/2011 20h17 última modificação: 28/07/2014 15h09

A partir de outubro, as donas de casa de baixa renda, aquelas que se dedicam exclusivamente ao trabalho doméstico no âmbito de sua residência, desde que a família esteja inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), podem contribuir para a Previdência Social com a alíquota de 5% sob o salário mínimo (R$ 27,25).

A inscrição da segurada no CadÚnico é requisito indispensável para que a dona de casa possa contribuir com a alíquota reduzida. A renda da família não pode ultrapassar a quantia de dois salários mínimos (R$ 1.090) mensais.

A segurada que se enquadra no perfil  deve imprimir a Guia da Previdência Social (GPS) na página eletrônica da Previdência Social na internet.

As inscrições podem ser realizadas também pela Central de Atendimento, pelo telefone 135, ou nas Agências da Previdência Social.

As donas de casa têm até o dia 15 de cada mês para efetuar o recolhimento junto a Previdência Social.


Fonte:
Ministério da Previdência Social

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação

Últimas imagens

Produtor deverá comprovar perdas para renegociar dívidas
Produtor deverá comprovar perdas para renegociar dívidas
Divulgação/Agência Brasil
Medida vai permitir terminar obras de mobilidade para as Olimpíadas
Medida vai permitir terminar obras de mobilidade para as Olimpíadas
Tomaz Silva/Agência Brasil
Data lembra, também, inauguração da primeira estrutura do Ministério da Agricultura, ainda no Império de D. Pedro II
Data lembra, também, inauguração da primeira estrutura do Ministério da Agricultura, ainda no Império de D. Pedro II
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
Mostruário de frutas trazidas por agricultores de diversos estados foi exposto na Esplanada dos Ministérios
Mostruário de frutas trazidas por agricultores de diversos estados foi exposto na Esplanada dos Ministérios
Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Governo digital