Incubadoras de empresas estimulam o empreendedorismo

publicado: 01/02/2012 17h59, última modificação: 23/12/2017 11h36
Saiba como funcionam e as vantagens e facilidades que oferecem para as empresas

O processo de incubação é um dos mecanismos mais eficazes para lançar e desenvolver novos empreendimentos. No Brasil e no mundo as estatísticas revelam que a taxa de mortalidade de empresas que passam pelo processo de incubação é reduzida de 70% para 20% em comparação com as empresas normais.

A incubadora de empresas estimula o empreendedorismo na medida em que fortalece as empresas em seus primeiros anos de existência e as prepara para sobreviver no mercado. Outra razão para a maior chance de sucesso de empresas instaladas em uma incubadora é a captação dos melhores projetos e a seleção dos empreendedores mais aptos, o que  amplia as possibilidades de sucesso dessas empresas.

Normalmente atreladas a alguma instituição de ensino, as incubadoras oferecem uma série de facilidades, como:
- Espaço físico para alojar as empresas;
- Assessoria para a gestão técnica e empresarial;
- Infraestrutura e serviços compartilhados: salas de reunião, telefone, fax, acesso à internet, suporte em informática;
- Acesso a mecanismos de financiamento;
- Possibilidade de ampliar mercados e networking;
- Processo de acompanhamento, avaliação e orientação.

Para participar de uma incubadora é preciso que o negócio tenha viabilidade econômica e técnica e devolvam um produto, serviço ou processo com diferencial competitivo, inovador e que se destaque das soluções existentes no mercado.

Tipos de incubadoras:

Existem diferentes tipos de incubadoras, que são:
- Incubadoras de Base Tecnológica: empresas cujos produtos, processos ou serviços são gerados a partir de resultados de pesquisas aplicadas e nos quais a tecnologia representa alto valor agregado.
- Incubadoras tradicionais: que abriga empresas dos setores tradicionais da economia, as quais detêm tecnologia largamente difundida e queiram agregar valor aos produtos, processos ou serviços.
- Incubadoras mistas: organização que abriga tanto empreendimentos de Base Tecnológica como de Setores Tradicionais.
- Incubadoras sociais: são incubadoras que apoiam empreendimentos oriundos de projetos sociais.
- Incubadoras de Cooperativas: abrigam empreendimentos associativos em processo de formação e/ou consolidação.

Além disso, existem incubadoras de empresas de Agronegócios, Empresas Culturais, de Design, entre outros, que atendem aos setores específicos dos negócios que a compõem.

Fontes:

Sebrae
Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec)
Conjunto de incubadoras de empresas e entidades relacionadas

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems