Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2012 > 03 > Setor produtivo espera crescimento econômico de 3,5% em 2012

Economia e Emprego

Setor produtivo espera crescimento econômico de 3,5% em 2012

por Portal Brasil publicado: 19/03/2012 17h44 última modificação: 28/07/2014 17h01

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) ouviu 44 entidades ligadas ao setor produtivo que projetaram crescimento de 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano. O número faz parte do Sensor Econômico, divulgado nesta segunda-feira (19), em São Paulo. A previsão é menor do que a estimativa do governo, que era de expansão da economia em torno de 4,5%.

A pesquisa apontou expectativa de criação de 1,9 milhão de empregos em 2012, que ficou próxima à previsão do governo federal, de expansão de dois milhões de empregos.

Com relação à inflação, a previsão aponta para 5,3% no fechamento deste ano, ainda acima, portanto, do centro da meta, 4,5%, de inflação do governo para este ano, mas dentro da faixa de variação de 2 pontos percentuais admitida pela política de metas inflacionárias.

Para a taxa básica de juros (Selic), os agentes do setor produtivo preveem que há espaço para, ao menos, mais uma queda por parte do Banco Central. Atualmente em 9,75% ao ano, a expectativa dos entrevistados pelo Ipea é que feche 2012 em 9,5% ao ano.

Com relação às exportações, a estimativa medida pelo Sensor Econômico coincide com a meta anunciada pelo governo federal: US$ 264 bilhões. Já para as importações, a projeção é chegar a US$ 244 bilhões.

A pesquisa apurou ainda que os agentes do setor produtivo trabalham com a hipótese de o dólar fechar o ano cotado a R$ 1,75.

Fonte:
Agência Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro
A revolução agrícola brasileira
De acordo com representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, País passou de grande importador a segundo maior exportador de commodities alimentares.
Um projeto para o futuro
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirma que País tem grandes possibilidades de se tornar maior exportador mundial de alimentos.
“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro
“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro
De acordo com representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, País passou de grande importador a segundo maior exportador de commodities alimentares.
A revolução agrícola brasileira
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirma que País tem grandes possibilidades de se tornar maior exportador mundial de alimentos.
Um projeto para o futuro

Últimas imagens

Agências bancárias fecham nos dias 8 e 9 e retornam às atividades no dia 10
Agências bancárias fecham nos dias 8 e 9 e retornam às atividades no dia 10
Divulgação/EBC
Produção de soja permanece como o principal destaque
Produção de soja permanece como o principal destaque
Divulgação/Ministério da Agricultura

Contribuintes que receberam rendimentos superior a R$ 28.123,91 estão obrigados a apresentar declaração
Contribuintes que receberam rendimentos superior a R$ 28.123,91 estão obrigados a apresentar declaração
Divulgação/EBC
Ao todo, o volume exportado deste campo somou 59,1 milhões de barris de petróleo no ano passado
Ao todo, o volume exportado deste campo somou 59,1 milhões de barris de petróleo no ano passado
Divulgação/Petrobras
Governo federal que elevar participação brasileira no comércio mundial do agronegócio para 10% nos próximos três anos
Governo federal que elevar participação brasileira no comércio mundial do agronegócio para 10% nos próximos três anos
Divulgação/MDA

Governo digital