Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2012 > 04 > Salário mínimo deve ser de R$ 667,7 em 2013

Economia e Emprego

Salário mínimo deve ser de R$ 667,7 em 2013

por Portal Brasil publicado: 13/04/2012 18h22 última modificação: 28/07/2014 16h46

O salário mínimo em 2013 poderá chegar a R$ 667,75, o que corresponde a um reajuste de 7,3% em relação ao atual. O valor consta no projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), divulgado nesta sexta-feira (13) pelo Ministério do Planejamento. A equipe econômica projeta ainda mínimo de R$ 729,20 para 2014 e de R$ 803,93 para o ano seguinte - o que resulta em aumento de 29% acumulados até 2015. 

Conheça a história do salário mínimo brasileiro e entenda as regras dos reajustes anuais

A LDO apresenta os parâmetros que servirão de base para a elaboração do Orçamento Geral da União do próximo ano. O projeto manteve as projeções oficiais para a inflação e para o crescimento econômico. 

O crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) continuou estimado em 5,5% para 2013. A inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) também não variou em relação aos números divulgados em fevereiro pela equipe econômica e ficou em 4,5% - um pouco menos que os 4,7% estimados para este ano. 

O ministério estima taxa de câmbio média de R$ 1,84 para 2013, contra a taxa de R$ 1,76 este ano. Os juros básicos da economia, de acordo com o projeto da LDO, deverão encerrar 2012 em 9,75% ao ano e atingir 8,5% ao ano no fim de 2013.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação

Últimas imagens

O relatório apresentou a necessidade de um ajuste de R$ 16,5 bilhões
O relatório apresentou a necessidade de um ajuste de R$ 16,5 bilhões
Foto: Divulgação/Agência Brasil
 pesquisa da Confederação nacional da Indústria, confiança do consumidor alcançou 101,2 pontos entre os meses de junho e julho
pesquisa da Confederação nacional da Indústria, confiança do consumidor alcançou 101,2 pontos entre os meses de junho e julho
Acordo determina regras para a venda, inclusive armazenamento e transporte
Acordo determina regras para a venda, inclusive armazenamento e transporte
Conab arrecadou R$ 29 milhões com operação
Conab arrecadou R$ 29 milhões com operação
Renata Silva/ Embrapa
A bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz
A bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz
Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital