Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2012 > 06 > Investimento federal em micro, pequenas e médias empresas ultrapassa R$ 13 bilhões

Economia e Emprego

Investimento federal em micro, pequenas e médias empresas ultrapassa R$ 13 bilhões

por Portal Brasil publicado: 14/06/2012 17h52 última modificação: 28/07/2014 16h42

Investimentos totais do BNDES atingiram R$ 34,2 bilhões entre janeiro e abril 


Os empréstimos para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) tiveram participação crescente no total de desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) entre janeiro e abril, correspondendo a 41% do total liberado. Foram 306,8 mil operações realizadas, totalizando R$ 13,9 bilhões. Em 2011, os desembolsos para essa categoria representaram 36% do total do banco. No primeiro quadrimestre de 2012, somente por meio do Cartão BNDES, as MPMEs realizaram 211 mil operações no período, no valor de quase R$ 3 bilhões.

Operações gerais

O total de empréstimos do BNDES, entre janeiro e abril, foi de R$ 34,2 bilhões, com crescimento de 1% na comparação com o mesmo período de 2011. As consultas, no total de R$ 73,8 bilhões, cresceram 37% no mesmo intervalo. As consultas representam investimentos futuros e são uma espécie de termômetro do comportamento da atividade econômica. Para o banco, o crescimento nessa categoria indica disposição de novos investimentos do setor empresarial brasileiro.

Somente em abril, as liberações de empréstimos do BNDES somaram R$ 9,7 bilhões, valor 10% acima do desembolsado pelo banco em igual mês do ano passado. As consultas subiram 36% na comparação mensal puxadas pela infraestrutura, sobretudo pelo transporte ferroviário e energia elétrica.

Para o BNDES, o aumento de consultas em abril reflete, também, a redução de juros e a ampliação de prazos do Programa BNDES de Sustentação do Investimento (BNDES PSI), adotadas naquele mês. Essas medidas, somadas aos novos estímulos anunciados em maio, levam o Banco a estimar desembolsos em torno de R$ 150 bilhões em 2012, acima dos R$ 139 bilhões obtidos em 2011.

Nos primeiros quatro meses do ano, todos os setores apresentaram expansão no nível de consultas em relação ao mesmo período do ano passado: alta de 71% na indústria, de 22% na infraestrutura e de 17% na agropecuária e em comércio e serviços. A expansão na indústria foi puxada pelos segmentos de química e petroquímica e petróleo e gás.

O setor de infraestrutura respondeu por 39% (R$ 13,5 bilhões) do total liberado, seguido pela indústria, com participação de 28% (R$ 9,4 bilhões), comércio e serviços (R$ 8,2 bilhões) e agropecuária (R$ 3 bilhões). Na infraestrutura, as maiores liberações ocorreram nos projetos de transporte rodoviário (R$ 5,5 bilhões) e de energia elétrica (R$ 4,2 bilhões). Já na indústria, o destaque foi o segmento de papel e celulose, com desembolsos de R$ 1,7 bilhão.

Leia mais:

BNDES reduz juros do financiamento de capital de giro de empresas para até 6% ao ano

Caixa oferece Crédito do BNDES para clientes Pessoa Jurídica

BNDES defende investimentos em inovação na indústria para garantir competitividade no setor

 
 


Fonte:
BNDES

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Dilma participa da abertura da colheita em Eldorado do Sul
Presidenta também inaugurou a unidade de secagem e armazenagem de arroz da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados de Porto Alegre
Dilma afirma que ajuste fiscal irá garantir crescimento
Presidenta ressaltou a importância da aprovação das medidas fiscais propostas pelo governo para que país saia da atual situação
“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro
Presidenta também inaugurou a unidade de secagem e armazenagem de arroz da Cooperativa dos Trabalhadores Assentados de Porto Alegre
Dilma participa da abertura da colheita em Eldorado do Sul
Presidenta ressaltou a importância da aprovação das medidas fiscais propostas pelo governo para que país saia da atual situação
Dilma afirma que ajuste fiscal irá garantir crescimento
“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro
“Gasto de custeio da máquina do governo hoje é menor que em 2010”, diz ministro

Últimas imagens

Mulheres ativas no mercado de trabalho – ou seja, que exercem alguma atividade remunerada – chegam a dedicar quase o dobro do tempo aos afazeres domésticos na comparação com os homens inativos
Mulheres ativas no mercado de trabalho – ou seja, que exercem alguma atividade remunerada – chegam a dedicar quase o dobro do tempo aos afazeres domésticos na comparação com os homens inativos
Foto: Foto: Sergio Amaral/MDS
As gravações ocorreram nas cidades de Brasília (DF), Itajaí (SC), Foz do Iguaçu (PR) e Vitória (ES)
As gravações ocorreram nas cidades de Brasília (DF), Itajaí (SC), Foz do Iguaçu (PR) e Vitória (ES)
Entidade do setor de materiais de construção aponta que 45% dos empresários pretendem retomar investimentos
Entidade do setor de materiais de construção aponta que 45% dos empresários pretendem retomar investimentos
Foto: Cayo Vieira/EBC
Atualmente, FGTS financia a fundo perdido 95% das moradias para as faixas do programa voltadas para população de baixa renda
Atualmente, FGTS financia a fundo perdido 95% das moradias para as faixas do programa voltadas para população de baixa renda
Divulgação/EBC
Em 2015, 1.590 jovens em todo o estado foram inseridos no mercado de trabalho a partir das ações de fiscalização
Em 2015, 1.590 jovens em todo o estado foram inseridos no mercado de trabalho a partir das ações de fiscalização
Divulgação/Governo de Rondônia

Governo digital