Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2012 > 06 > IBGE atualiza informações sobre mapas e cartas topográficas do País

Economia e Emprego

IBGE atualiza informações sobre mapas e cartas topográficas do País

por Portal Brasil publicado: 15/06/2012 17h47 última modificação: 28/07/2014 16h42
Imagem / IBGE Com a seleção do produto desejado, no MID, o usuário poderá obter, por exemplo, a Ficha Técnica de uma Folha Topográfica, como a de Brasília.

Com a seleção do produto desejado, no MID, o usuário poderá obter, por exemplo, a Ficha Técnica de uma Folha Topográfica, como a de Brasília.

Esta é a quarta edição do Mapa Índice

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o atual Mapa Índice Brasileiro, que é um instrumento de suporte ao Sistema Cartográfico Nacional, que abrange a produção de mapas e cartas topográficas, essenciais na gestão territorial e no planejamento de projetos, como por exemplo, obras de engenharia e estudos de impacto ambiental.

O IBGE desenvolve o trabalho de mapeamento terrestre do Brasil, por meio da Coordenação de Cartografia da Diretoria de Geociências, em trabalho conjunto com a Diretoria de Serviço Geográfico do Exército (DSG). O Mapa Índice traz informações sobre a existência e o grau de atualização de mapas e cartas topográficas, tais como o ano da última edição, escala disponível e órgão editor, entre outras.

A edição em ambiente digital do Mapa Índice é composta de informações sobre bases cartográficas de referência, permitindo sua recuperação e apresentação tanto em meio analógico (para impressão) quanto em meio digital. Nesta edição, foram inseridas informações sobre ortofotos (mosaico de fotos aéreas).

Entre os usuários do Mapa Índice Digital, além do próprio IBGE e da DSG, encontram-se organismos governamentais, instituições públicas e privadas, universidades, órgãos de pesquisa e profissionais de áreas diversas: engenheiros cartógrafos, geógrafos e geofísicos, estatísticos, planejadores e administradores, bem como professores e estudantes, entre o público geral.

As informações disponibilizadas têm vasta aplicabilidade: mapeamento temático e especial; mapeamento aeronáutico, rodoviário e ferroviário, por exemplo.

 

Leia mais:

Vendas no varejo crescem 0,8% em abril, diz IBGE 

Censo revela diminuição do trabalho infantil no País 

IBGE lança mapas atualizados do Ceará, Goiás, Paraíba, Piauí e Rio de Janeiro 

 

Fonte:
IBGE

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Auxílio-Doença
O valor do benefício, desde 1º de março, não pode exceder a média das últimas 12 contribuições, e o prazo de afastamento a ser pago pelo empregador foi estendido de 15 para 30 dias. Somente após esse período, o trabalhador precisará comparecer ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
Pensão por Morte
Desde o dia 1º março, está sendo observado um tempo mínimo de contribuição de dois anos para a concessão da Pensão por Morte, exceto em casos de acidente de trabalho, e doença profissional ou do trabalho.
Abono salarial
O tempo de recebimento do benefício é agora de, no mínimo, seis meses ininterruptos de trabalho. Antes, bastava ter apenas um mês no emprego para receber o dinheiro do abono. Outra mudança será o pagamento proporcional ao tempo trabalhado, do mesmo modo que ocorre atualmente com o décimo terceiro salário. Pela regra anterior do abono salarial, o benefício era pago integralmente para os trabalhadores, independentemente do tempo trabalhado
O valor do benefício, desde 1º de março, não pode exceder a média das últimas 12 contribuições, e o prazo de afastamento a ser pago pelo empregador foi estendido de 15 para 30 dias. Somente após esse período, o trabalhador precisará comparecer ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)
Auxílio-Doença
Desde o dia 1º março, está sendo observado um tempo mínimo de contribuição de dois anos para a concessão da Pensão por Morte, exceto em casos de acidente de trabalho, e doença profissional ou do trabalho.
Pensão por Morte
O tempo de recebimento do benefício é agora de, no mínimo, seis meses ininterruptos de trabalho. Antes, bastava ter apenas um mês no emprego para receber o dinheiro do abono. Outra mudança será o pagamento proporcional ao tempo trabalhado, do mesmo modo que ocorre atualmente com o décimo terceiro salário. Pela regra anterior do abono salarial, o benefício era pago integralmente para os trabalhadores, independentemente do tempo trabalhado
Abono salarial

Últimas imagens

Quadro indica capacidade de abastecimento e também de consumo de pescados no Brasil
Quadro indica capacidade de abastecimento e também de consumo de pescados no Brasil
Esse é o segundo poço perfurado com sucesso pelo consórcio de Libra e encontra-se a 18 km de distância do primeiro poço, denominado 3-RJS-731.
Esse é o segundo poço perfurado com sucesso pelo consórcio de Libra e encontra-se a 18 km de distância do primeiro poço, denominado 3-RJS-731.
Agência Petrobras
Conheça os principais termos relacionados ao Imposto de Renda
Conheça os principais termos relacionados ao Imposto de Renda
Informações sobre como solicitar auxílio do Garantia-Safra
Informações sobre como solicitar auxílio do Garantia-Safra
Ministro Helder Barbalho e a superintendente federal da Pesca e Aquicultura no estado do Rio de Janeiro, Suely Amaral
Ministro Helder Barbalho e a superintendente federal da Pesca e Aquicultura no estado do Rio de Janeiro, Suely Amaral
Divulgação/MPA

Governo digital