Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2012 > 06 > Órgãos e instituições públicas adotam práticas sustentáveis

Economia e Emprego

Órgãos e instituições públicas adotam práticas sustentáveis

por Portal Brasil publicado: 14/06/2012 14h47 última modificação: 28/07/2014 16h42

Com o intuito de integrar ações que visam a melhoria da eficiência no uso racional dos recursos públicos e inserir a variável socioambiental no ambiente de trabalho, órgãos e instituições públicas federais adotaram o Projeto Esplanada Sustentável (PES).

O Projeto reúne o Programa de Eficiência do Gasto (PEG), a Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), a coleta Seletiva Solidária e o Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), mais especificamente o Subprograma Eficiência Energética em Prédios Públicos (Procel EPP).

Inicialmente serão trabalhadas despesas tipicamente administrativas como energia elétrica, água e esgoto, vigilância, limpeza e conservação, papel, copos descartáveis e telefonia móvel e fixa.

Para consolidar o PES, foi implementado um projeto-piloto, tanto nos locais quanto nas despesas a serem trabalhadas. O foco inicial será a Administração Direta, cujos prédios se localizem na Esplanada dos Ministérios.

Para divulgar o projeto-piloto do PES já foi realizada uma oficina de apresentação para todos os Ministérios. O resultado foi que 23 ministérios manifestaram interesse em participar do Projeto e 21 já estão aptos a fazê-lo. O próximo passo será capacitar os gestores desses órgãos no módulo “Plano de Ações e Metas” do Sistema do Programa de Eficiência do Gasto (SisPEG).

Fonte:

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

A revolução agrícola brasileira
De acordo com representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, País passou de grande importador a segundo maior exportador de commodities alimentares.
Um projeto para o futuro
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirma que País tem grandes possibilidades de se tornar maior exportador mundial de alimentos.
Exemplos e desafios
Representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic elogia medidas acertadas para agricultura e aborda desafios do País para o futuro.
De acordo com representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, País passou de grande importador a segundo maior exportador de commodities alimentares.
A revolução agrícola brasileira
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirma que País tem grandes possibilidades de se tornar maior exportador mundial de alimentos.
Um projeto para o futuro
Representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic elogia medidas acertadas para agricultura e aborda desafios do País para o futuro.
Exemplos e desafios

Últimas imagens

De janeiro a junho deste ano, realizaram mais de 138 mil fiscalizações
De janeiro a junho deste ano, realizaram mais de 138 mil fiscalizações
Divulgação/Governo de TO
Comércio entre Brasil e México, em 2014, somou pouco mais de US$ 9 bilhões
Comércio entre Brasil e México, em 2014, somou pouco mais de US$ 9 bilhões
Divulgação/MDIC
Caio Rocha explica a deputados ações do Mapa para apoiar setor
Caio Rocha explica a deputados ações do Mapa para apoiar setor
Noaldo Santos/Mapa
No segundo trimestre do ano (abril, maio e junho), o lucro líquido foi de R$ 1,9 bilhão
No segundo trimestre do ano (abril, maio e junho), o lucro líquido foi de R$ 1,9 bilhão
Contratações para o médio produtor atingiram R$ 11,8 bilhões
Contratações para o médio produtor atingiram R$ 11,8 bilhões
Divulgação/Governo do ES

Governo digital