Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2012 > 08 > Carne de porco não transmite Gripe A

Economia e Emprego

Carne de porco não transmite Gripe A

por Portal Brasil publicado: 02/08/2012 18h40 última modificação: 28/07/2014 16h35
Divulgação/Prefeitura Municipal de Palmitinho-RS Ministério da Agricultura informa que a carne suína não transimite a gripe A (H1N1)

Ministério da Agricultura informa que a carne suína não transimite a gripe A (H1N1)

Apesar de o vírus da Gripe A (H1N1) humana conter componentes genéticos de suínos, aves e humanos, os produtos da suinocultura brasileira não oferecem risco de disseminação de doenças

 

As notícias sobre a morte de humanos devido à Gripe A (H1N1), erroneamente chamada de gripe suína, tem preocupado os consumidores da carne de porco, principalmente na região Sul do País. Por isso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informa que a carne suína está fora de perigo e pode ser consumida com segurança em qualquer parte do mundo.

Segundo o ministério, apesar de o vírus da Gripe A (H1N1) humana conter componentes genéticos de suínos, aves e humanos, os produtos da suinocultura brasileira não oferecem risco de disseminação de doenças.

O Sistema Brasileiro de Defesa Animal - responsável pela sanidade e inspeção de produtos de origem animal - inclui todo o controle sanitário do plantel e a inspeção ante e post-mortem dos animais no abate por médicos veterinários oficiais, visando assegurar a qualidade e a conformidade do produto final apresentado aos consumidores. Também está comprovado que, mesmo se o animal estivesse infectado, o consumo não representaria risco para a contaminação do ser humano, desde que realizado o cozimento da carne a 70 ºC, que mata qualquer vírus que se encontre na carne crua.

Com a declaração da Organização Mundial de Saúde (OMS), que tornou a Gripe A (H1N1) uma emergência de Saúde Pública de Importância Internacional, houve uma grande mobilização, por parte de todos os países, nas áreas de saúde humana e animal, para prestar esclarecimentos sobre a pandemia.

 

Influenza A (H1N1)

A Influenza A é uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo vírus A (H1N1), de distribuição global e elevada transmissibilidade.

Este novo subtipo do vírus da influenza é transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio da tosse ou espirro, e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.

A gripe A, como ficou conhecida a pandemia, e suas complicações (principalmente as pneumonias) foram responsáveis por um volume significativo de internações hospitalares em todo o mundo. Porém, as ações relacionadas à vigilância das síndromes respiratórias no País continuam sem nenhuma notificação clínica de casos até o presente momento.

 

Leia mais:

Mais um frigorífico brasileiro é autorizado a exportar carne suína para a China

Argentina retoma as exportações de carne suína do Brasil

Novo status do País em relação à doença da vaca louca reabrirá mercados, diz ministério

Suinoculturores terão linha especial de crédito

 

 

Fonte:
Ministério da Agricultura

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

CNH terá código digital para evitar fraudes
Documentos emitidos a partir de 1º de maio já possuem este elemento de autenticação
Documentos emitidos a partir de 1º de maio já possuem este elemento de autenticação
CNH terá código digital para evitar fraudes

Últimas imagens

Na visão de Meirelles, a população já tomou consciência da aprovação das reformas em tramitação no Congresso
Na visão de Meirelles, a população já tomou consciência da aprovação das reformas em tramitação no Congresso
Antonio Cruz/Agência Brasil
Segundo dados do Banco Central, as receitas superaram as despesas no mês de abril
Segundo dados do Banco Central, as receitas superaram as despesas no mês de abril
Arquivo EBC
Empreendedor terá acesso ao passo a passo para a formalização junto a diversos órgãos o governo
Empreendedor terá acesso ao passo a passo para a formalização junto a diversos órgãos o governo
Foto: Marcela Sampaio/Agência Sebrae
Caixa já pagou R$ 24,4 bilhões das contas inativas do FGTS
Caixa já pagou R$ 24,4 bilhões das contas inativas do FGTS
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital