Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2012 > 11 > Assentados terão linha de crédito para material de construção ampliada

Economia e Emprego

Assentados terão linha de crédito para material de construção ampliada

por Portal Brasil publicado: 19/11/2012 15h30 última modificação: 28/07/2014 16h35
MDA A nova margem de crédito vale também para os assentados que já contrataram o financiamento, mas ainda não pegaram o dinheiro.

A nova margem de crédito vale também para os assentados que já contrataram o financiamento, mas ainda não pegaram o dinheiro.

As famílias que vivem no campo podem contratar o crédito e quitar a dívida ao longo de 17 anos, com o pagamento de uma única prestação anual e correção monetária de 0,5% ao ano

 

Os assentados da reforma agrária passaram a contar com mais recursos para construir suas casas. A partir de agora, o limite de crédito do Programa Minha Casa, Minha Vida Rural foi ampliado para R$ 25 mil. Antes, as 900 famílias que vivem em assentamentos no País podiam contratar até R$ 15 mil para comprar material de construção.

Com a publicação da Instrução Normativa 74, o governo equiparou os valores do crédito instalação e manteve as condições de pagamento diferenciadas para os assentados. As famílias que vivem no campo podem contratar o crédito e quitar a dívida ao longo de 17 anos, com o pagamento de uma única prestação anual e correção monetária de 0,5% ao ano.

A nova margem de crédito vale inclusive para os assentados que já contrataram o financiamento, mas ainda não pegaram o dinheiro. A correção da defasagem, de acordo com os valores disponíveis pelo programa habitacional do governo, facilita, futuramente, a fusão das possibilidades de crédito para a construção de imóveis.

O crédito instalação foi criado em 1985 para apoiar os beneficiários da reforma agrária em várias frentes, como no desenvolvimento de projetos ou auxílio para construção de unidades habitacionais e infraestruturas hídricas. Os valores e modalidades são ajustados ao longo dos anos. Em 2008, passou a incluir as linhas apoio mulher e adicional do fomento, voltado para a segurança alimentar das famílias.

 

Casas entregues

O Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), já entregou mais de 30 mil moradias e está garantindo a melhoria das condições de vida dos agricultores familiares brasileiros. A meta é que até 2014 sejam construídas ou reformadas cerca de 60 mil casas.

O PNHR prevê a construção de casas com quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço, com respeito às características regionais, climáticas e culturais da localidade ou comunidade beneficiada. Pelo programa também é possível financiar a reforma.

 

Fonte:
Agência Brasil
Portal Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação

Últimas imagens

Parcelas serão recebidas junto ao pagamento dos benefícios mensais
Parcelas serão recebidas junto ao pagamento dos benefícios mensais
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Quem nasceu nos meses de julho a dezembro receberá o benefício ainda no ano de 2016
Quem nasceu nos meses de julho a dezembro receberá o benefício ainda no ano de 2016
Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Governo digital