Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2013 > 01 > País fecha 2012 com menor taxa de desemprego desde 2002

Economia e Emprego

País fecha 2012 com menor taxa de desemprego desde 2002

por Portal Brasil publicado: 31/01/2013 16h28 última modificação: 30/07/2014 00h25
EBC Desemprego fecha 2012 em 5,5%, a menor taxa da série histórica

Desemprego fecha 2012 em 5,5%, a menor taxa da série histórica

Desemprego no Brasil chegou a 5,5% ao final de 2012. Índice anual é o mais baixo da série histórica iniciada em março de 2002

 

A taxa de desemprego do País ficou em 4,6% em dezembro e fechou o ano de 2012 em 5,5%, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (31) e mostram que o índice anual é o mais baixo da série histórica iniciada em março de 2002.

O resultado de dezembro do ano passado também é o menor da série histórica. O recorde anterior havia sido registrado em dezembro de 2011 (4,7%). Em novembro de 2012, o índice ficou em 4,9%.

Segundo o Ministro do Trabalho e Emprego, Brizola Neto o mercado de trabalho vive um cenário de pleno emprego. “Essa taxa histórica demonstra que o mercado de trabalho brasileiro continua aquecido em todas as formas de ocupações. Reflete também o êxito das políticas de incentivo à produção e das medidas adotadas pela presidenta Dilma Rousseff para enfrentamento da crise, como a queda na taxa de juros e as desonerações que impulsionaram o consumo e conseqüentemente a geração de empregos, independente do cenário internacional ainda instável. É mais um indicador de que a economia e o mercado de trabalho estão no caminho certo”, acrescentou.

Em dezembro de 2012, o Brasil tinha 1,1 milhão de desocupados, 6% a menos do que em novembro, ou menos 72 mil pessoas. Em 2012, os desocupados somaram, em média, cerca de 1,3 milhão de pessoas, 6,1% a menos que em 2011 (1,4 milhão). Na comparação com 2003 (2,6 milhões de desempregados), o contingente de desocupados caiu 48,7%.

A população ocupada, que somou 23,4 milhões em dezembro, ficou estável em relação a novembro e representou aumento de 3,1% em relação a dezembro de 2011.

 

Carteira assinada

Em 2012, 49,2% dos trabalhadores brasileiros tinham carteira assinada no setor privado. Em 2011, esse percentual era 48,5%. Em 2003 o índice era 39,7%.

O número de trabalhadores que contribuem para a Previdência Social aumentou em 5,4 milhões no ano passado, atingindo 72% do total, um aumento de 1,8 ponto percentual em relação a 2011.

Em 2012, a média anual do rendimento médio mensal habitualmente recebido no trabalho principal foi estimada em R$ 1.793, 96, o valor mais alto desde 2003, com um crescimento de 4,1% em relação a 2011. Entre 2003 e 2012, o poder de compra do rendimento do trabalho aumentou 27,2% (em 2003, o valor era R$ 1.409,84).

 

2011

O Brasil gerou mais de 2,2 milhões empregos formais em 2011. O número representa alta de 5,09% em relação ao mesmo período de 2010, segundo dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais).  De acordo com o órgão, foi a terceira maior geração de empregos de toda a série histórica iniciada em 1985.

Acesse os dados em comparação a 2011 aqui.

 

Fonte:
Agência Brasil
Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

TáxiGov possibilitará redução de gastos públicos com transporte ao governo
O sistema está em fase de teste pelo Ministério do Planejamento. Com a iniciativa, o órgão gradualmente deixará de usar a frota própria e estima reduzir suas despesas em 60%, o que soma uma economia de R$ 20 milhões ao ano
Governo trabalha para equiparar regras para a previdência social
O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, conversou com jornalistas após participar da Comissão Especial da Câmara dos Deputados
Exportações brasileiras crescem mais de 7%
Para o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, a taxa de câmbio mais estável e programas de incentivos à exportação impulsionaram as empresas brasileiras a se lançarem no mercado internacional
O sistema está em fase de teste pelo Ministério do Planejamento. Com a iniciativa, o órgão gradualmente deixará de usar a frota própria e estima reduzir suas despesas em 60%, o que soma uma economia de R$ 20 milhões ao ano
TáxiGov possibilitará redução de gastos públicos com transporte ao governo
O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, conversou com jornalistas após participar da Comissão Especial da Câmara dos Deputados
Governo trabalha para equiparar regras para a previdência social
Para o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, a taxa de câmbio mais estável e programas de incentivos à exportação impulsionaram as empresas brasileiras a se lançarem no mercado internacional
Exportações brasileiras crescem mais de 7%

Últimas imagens

Empresas brasileiras entraram em 2017 com maior procura por crédito. Alta é puxada pelas micro e pequenas empresas
Empresas brasileiras entraram em 2017 com maior procura por crédito. Alta é puxada pelas micro e pequenas empresas
Rafael Martins/SECOM/BA
Embarques totalizaram US$ 25,3 bilhões e as compras externas, US$ 20,1 bilhões
Embarques totalizaram US$ 25,3 bilhões e as compras externas, US$ 20,1 bilhões
Arquivo/EBC
Embarques totalizaram US$ 25,3 bilhões e as compras externas, US$ 20,1 bilhões
Embarques totalizaram US$ 25,3 bilhões e as compras externas, US$ 20,1 bilhões
Arquivo/EBC
Aposta mínima custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio
Aposta mínima custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio
Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas
Ceasa (DF). Preços de alimentos têm colaborado para inflação menor
Ceasa (DF). Preços de alimentos têm colaborado para inflação menor
Dênio Simões/Agência Brasília

Governo digital