Economia e Emprego

Índices

Atividade econômica medida pelo IBC-Br recua 0,01% em setembro, diz BC

Divulgado pelo Banco Central o Índice de Atividade Econômica do Banco Central referente ao mês de setembro de 2013
publicado: 14/11/2013 15h11, última modificação: 22/12/2017 16h24

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) registrou ligeira queda de 0,01% em setembro, na série com ajuste sazonal na comparação com agosto, informou nesta quinta-feira (14) o Banco Central do Brasil (BC), que também atualizou o dado de agosto, de alta de 0,08% para 0,09%.

O IBC-Br serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira e funciona, para o mercado financeiro, como uma espécie de prévia do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas produzidas no País. O PIB é divulgado a cada três meses pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado do PIB do terceiro trimestre de 2013 será divulgado no início de dezembro. No segundo trimestre, houve alta de 1,50% na comparação com os primeiros três meses de 2013 e, na comparação com o mesmo período do ano passado, uma elevação de 3,30%.

O indicador do BC leva em conta a trajetória das variáveis como o desempenho da agropecuária, indústria e serviços. A estimativa do IBC-Br incorpora a produção estimada para os três setores acrescida dos impostos sobre produtos.

Índices atualizados

O BC atualizou alguns dados do índice, na série com ajuste. Além de agosto de 2013, que passou de +0,08% para +0,09%, julho teve da taxa em -0,34%. Para junho, foi revisto de +1,02% para 1,00%. E maio, alterado de -1,49% para -1,48%. Já em abril o ajuste foi de +0,93% para +0,92% e, em março, de +1,07% para 1,08%. O BC ajustou também o resultado para fevereiro, que passou de -0,39% para -0,41%, mas, para janeiro, foi mantido em +1,18%.

 

Fonte:
Banco Central do Brasil  
com informações do Portal Brasil 

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems