Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2014 > 02 > Caixa realiza oficina de desenvolvimento integrado e sustentável

Economia e Emprego

Caixa realiza oficina de desenvolvimento integrado e sustentável

Capacitação

Evento promove a integração de políticas públicas e o aprimoramento de empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida
por Portal Brasil publicado: 03/02/2014 14h33 última modificação: 30/07/2014 02h03

A Caixa Econômica Federal realizou, nos dias 30 e 31 de janeiro, no campus da Universidade Corporativa, em Brasília, a oficina Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Território (Dist). O objetivo do evento foi levantar propostas e indicadores referentes à governança territorial, dinamização econômica, promoção sociocultural e gestão ambiental para os territórios do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Além de gestores da Caixa, o evento reuniu representantes do Ministério das Cidades e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

Para o gerente nacional de Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental da Caixa, Jean Benevides, a troca de experiências de todos os parceiros reunidos contribui para o desenvolvimento dos territórios. “Este processo não é fácil, mas é prazeroso desenvolver experiências e contar com toda a expertise de instituições, para levar soluções e alternativas para todo este processo de construção de novos territórios e integração destes territórios, que foram criados a partir do PMCMV”, declarou.

Euzira Marques Leão, gerente de Trabalho Social da Secretaria Nacional de Habitação, do Ministério das Cidades, destacou a relevância da oficina para a formação de uma metodologia de trabalho. “A oficina tem uma importância muito grande para o Ministério pelos desafios do trabalho social dos nossos programas e nossas intervenções, pelo que ela pode nos trazer de novas metodologias e novos conhecimentos”, disse.

MCMV

A Caixa apoia, por meio do Fundo Socioambiental, projetos que propõem soluções para o desenvolvimento local, a integração das políticas públicas e a melhor adequação dos espaços construídos em 11 territórios de empreendimentos do MCMV, com vistas à melhoria da qualidade de vida e a promoção da cidadania.

Agência Barco

A Dist prevê a celebração de parcerias com entidades para execução de projetos nas comunidades onde as agências Chico Mendes e Ilha do Marajó navegarão. O objetivo é levar, às regiões atendidas, parceiros governamentais e não governamentais, que possibilitem o acesso a políticas públicas e à cidadania, educação e cultura, além de alternativas de geração de trabalho e renda adequadas às vocações locais.

Fonte:
Caixa Econômica Federal

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Saiba mais sobre as contas inativas do FGTS
Trabalhador que pediu demissão ou teve seu contrato de trabalho finalizado até 2015 tem direito ao saque das contas inativas do FGTS
Trabalhador que pediu demissão ou teve seu contrato de trabalho finalizado até 2015 tem direito ao saque das contas inativas do FGTS
Saiba mais sobre as contas inativas do FGTS

Últimas imagens

Ação integrada vai apoiar venezuelanos a imunizar e inspecionar o rebanho
Ação integrada vai apoiar venezuelanos a imunizar e inspecionar o rebanho
Arquivo/ Agência Brasil
Ministros Marcos Pereira (MDIC) e Aloysio Nunes Ferreira (MRE) assinaram acordo representando o País
Ministros Marcos Pereira (MDIC) e Aloysio Nunes Ferreira (MRE) assinaram acordo representando o País
Divulgação/ MDIC
Resultado foi o melhor para o mês em toda série histórica
Resultado foi o melhor para o mês em toda série histórica
Arquivo/Agência Brasil
Dados referente a emprego e inflação contribuíram para ânimo dos investidores
Dados referente a emprego e inflação contribuíram para ânimo dos investidores
Arquivo EBC
Interligação do banco de dados vai possibilitar a criação de uma malha de informações trabalhistas
Interligação do banco de dados vai possibilitar a criação de uma malha de informações trabalhistas
Mirian Fichtner/Dataprev

Governo digital