Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2014 > 02 > Enquete do Ipea aborda desafios da produtividade

Infraestrutura

Enquete do Ipea aborda desafios da produtividade

Pesquisa

Entre 475 empresas ouvidas, 68% afirmaram ter tido ganhos de produtividade acima da inflação
por Portal Brasil publicado: 26/02/2014 15h42 última modificação: 30/07/2014 02h05

Nos últimos cinco anos, 68% das empresas brasileiras participantes de enquete realizada pelo Ipea afirmam que tiveram ganhos de produtividade acima da inflação.

Esse dado está em um dos artigos divulgados pelo Ipea nesta quarta-feira, 26, em Brasília, na 31ª edição do boletim Radar: tecnologia, produção e comércio exterior.

De acordo com o estudo, entre 475 empresas ouvidas, 72,4%, declararam que os custos de produção também aumentaram entre 2008 e 2013.

Para 67% das empresas ouvidas, a baixa qualificação da mão de obra é um dos principais fatores que prejudicam a produtividade. Em seguida foi elencada a baixa escala de produção e, em terceiro lugar, o mau desempenho dos fornecedores.

Em relação à competitividade, as empresas declararam que a carga tributária brasileira é o fator que mais impacta de forma negativa o mercado empresarial brasileiro.

De autoria da diretora de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação, Regulação e Infraestrutura do Instituto, Fernanda De Negri, e do técnico de Planejamento e Pesquisa, João Maria de Oliveira, o artigo foi elaborado com base na enquete eletrônica Desafios da Produtividade e da Competitividade, uma parceria do Ipea com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), com a colaboração da Confederação Nacional da Indústria (CNI). 

Artigos

O boletim Radar apresenta ainda outros quatro artigos relacionados à agenda de pesquisas da Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação, Regulação e Infraestrutura (Diset).

O texto de Gesmar Rosa dos Santos, técnico do Instituto, traça o perfil da expansão da agroindústria no Brasil, a partir de indicadores setoriais e regionais, e analisa em que medida o crescimento do setor se relaciona com a oferta de matérias-primas nas diferentes Unidades da Federação (UFs).

A pesquisa destaca a heterogeneidade do setor e a concentração da agroindústria em estados próximos aos maiores centros de consumo. Além disso, reforça a necessidade de integração de políticas setoriais com as de desenvolvimento regional como caminho para o desenvolvimento dinâmico da atividade agroindustrial.

Com base nos dados mais recentes da Pesquisa de Inovação Tecnológica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PINTEC/IBGE), Luiz Ricardo Cavalcante e Fernanda De Negri estimam, no segundo artigo da publicação, a relação entre os gastos empresariais em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e o Produto Interno Bruto (PIB) em 2011.

Segundo o estudo, o percentual de apenas 0,55% do PIB gasto com P&D é um reflexo da estrutura produtiva brasileira, marcada pela ausência de setores intensivos em tecnologia, e não da falta de incentivos das políticas de inovação brasileiras.

As políticas de inovação e a política industrial também foram abordadas na 31° edição do boletim Radar. O artigo de Mariano Macedo, da UFPR, destaca a importância das políticas de inovação pela ótica da demanda e sugere, a partir da observação de experiências internacionais, a delimitação de um marco que referencie a análise dessas políticas.

Já Vanderléia Radaelli e Jefferson Ricardo Galetti destacam, em outro texto, a importância de políticas industriais que atuem na superação da desindustrialização e promovam a expansão da produtividade, por meio da ampliação das capacidades inovativas do setor industrial do país.

Fonte:
Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

CNH terá código digital para evitar fraudes
Documentos emitidos a partir de 1º de maio já possuem este elemento de autenticação
Documentos emitidos a partir de 1º de maio já possuem este elemento de autenticação
CNH terá código digital para evitar fraudes

Últimas imagens

Na visão de Meirelles, a população já tomou consciência da aprovação das reformas em tramitação no Congresso
Na visão de Meirelles, a população já tomou consciência da aprovação das reformas em tramitação no Congresso
Antonio Cruz/Agência Brasil
Segundo dados do Banco Central, as receitas superaram as despesas no mês de abril
Segundo dados do Banco Central, as receitas superaram as despesas no mês de abril
Arquivo EBC
Empreendedor terá acesso ao passo a passo para a formalização junto a diversos órgãos o governo
Empreendedor terá acesso ao passo a passo para a formalização junto a diversos órgãos o governo
Foto: Marcela Sampaio/Agência Sebrae
Caixa já pagou R$ 24,4 bilhões das contas inativas do FGTS
Caixa já pagou R$ 24,4 bilhões das contas inativas do FGTS
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital