Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2014 > 03 > Feira leva tecnologia para agricultores familiares de MG

Economia e Emprego

Feira leva tecnologia para agricultores familiares de MG

Capacitação

Visitante terá oportunidade de conhecer produtos e conversar com técnicos, além de enviar a proposta de financiamento, no estande
por Portal Brasil publicado: 27/03/2014 10h40 última modificação: 30/07/2014 02h02

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) marca presença na Feira de Agronegócio do Estado de Minas Gerais (Femec), em Uberlândia (MG), com o Feirão Mais Alimentos. No espaço, agricultores familiares poderão conhecer as condições de financiamento do programa e, inclusive, enviar propostas para aquisição de máquinas e implementos agrícolas. O evento segue até sexta-feira (28), no Parque de Exposição do Camaru.

Estarão em exposição, em uma área de 800 m2, máquinas e equipamentos que atendem às demandas e cadeias produtivas do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Entre elas, avicultura, suinocultura, pecuária leiteira, armazenagem e secagem de grãos, oleicultura, piscicultura e cafeicultura.

O visitante terá a oportunidade de conhecer os produtos e conversar com técnicos para ver a melhor escolha para suas necessidades, além de enviar a proposta de financiamento, no estande. “Esperamos estimular a participação da agricultura familiar no Mais Alimentos, por meio da disponibilização de novas tecnologias”, conta o coordenador do Mais Alimentos, Marco Antônio Viana Leite.

Além disso, o estande traz um auditório onde serão realizadas sessões informativas a grupos de agricultores, esclarecendo como acessar o Mais Alimentos. A programação inclui a participação de 50 caravanas de agricultores familiares da região, além de visitantes que tenham interesse nas informações.

Mais Alimentos

O Mais Alimentos é uma política que visa estruturar propriedades familiares, por meio do acesso a crédito e assistência técnica (Ater). O objetivo é que o agricultor invista na modernização da infraestrutura das unidades produtivas, com taxas de juros mais baixas que o mercado, melhores prazos e preços mais acessíveis.

“Esta linha de financiamento contempla projetos associados a todas as culturas e atividades agropecuárias dos agricultores familiares. Nos últimos anos, o Programa Mais Alimentos tem ajudado milhares de agricultores familiares a gerar maior produtividade e renda no meio rural”, explica Marco Antônio Viana Leite.

No último ano-safra, 2012/2013, o Mais Alimentos financiou mais de R$ 5,7 bilhões em máquinas e implementos para a agricultura familiar. Deste valor, mais de R$ 400 milhões foram contratados a partir da participação do Feirão Mais Alimentos em três feiras da agricultura.  A expectativa é de que o recorde seja superado na safra 2013/2014. Nos cinco primeiros meses da safra, de julho a novembro de 2013, quase 600 mil contratos foram assinados, totalizando um investimento de R$ 4,6 bilhões.

 

Fonte: 
Ministério do Desenvolvimento Agrário

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Conheça as doenças sistêmicas na cultura do milho
Causadores se multiplicam nos vasos nas plantas
Causadores se multiplicam nos vasos nas plantas
Conheça as doenças sistêmicas na cultura do milho

Últimas imagens

Com redução de burocracia, empresas ganham condições para tirar projetos da gaveta e contratar mais funcionários
Com redução de burocracia, empresas ganham condições para tirar projetos da gaveta e contratar mais funcionários
Tony Winston/Agência Brasília
Objetivo é minimizar os efeitos negativos na produção e renda dos agricultores da região
Objetivo é minimizar os efeitos negativos na produção e renda dos agricultores da região
Divulgação/Prefeitura de Arapiraca (AL)
Governo e empresários têm debatido, no Conselhão, medidas para garantir a redução da burocracia estatal
Governo e empresários têm debatido, no Conselhão, medidas para garantir a redução da burocracia estatal
Marcos Corrêa/PR
Ao procurar uma repartição pública, cidadão poderá ter acesso a uma carta de serviços que a unidade oferece
Ao procurar uma repartição pública, cidadão poderá ter acesso a uma carta de serviços que a unidade oferece
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Os recursos ficarão disponíveis ao trabalhador e podem ser sacados até 29 de junho de 2018
Os recursos ficarão disponíveis ao trabalhador e podem ser sacados até 29 de junho de 2018
Foto: Rodrigo de Oliveira/Caixa

Governo digital