Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2014 > 05 > Eduardo Lopes abre Grito da Pesca na Bahia

Economia e Emprego

Eduardo Lopes abre Grito da Pesca na Bahia

Agenda

Ministro da Pesca e Aquicultura também entrega autorizações para 123 embarcações pescarem camarão no RJ
por Portal Brasil publicado: 29/05/2014 19h00 última modificação: 30/07/2014 01h59

Nesta sexta-feira (30), o ministro Eduardo Lopes, da Pesca e Aquicultura, tem compromissos nos estados da Bahia e do Rio de Janeiro. Pela manhã, ele estará em Ilhéus, no sul da Bahia, para participar, no centro de convenções da cidade, da primeira edição do Grito da Pesca no interior do estado. Em anos anteriores, o evento foi realizado na capital Salvador.

No Grito da Pesca de Ilhéus é aguardada a presença de aproximadamente mil pescadores artesanais, em especial do sul da Bahia. Na região os pescadores artesanais capturam peixes nobres, como o vermelho, que garantem um sabor todo especial à peixada baiana. 

Na oportunidade, o ministro Eduardo Lopes deve divulgar as ações do MPA para fortalecer o setor pesqueiro baiano, como o Plano Safra da Pesca e Aquicultura, que oferta crédito barato ao pescador e aquicultor familiar, bem como para mulheres e jovens;  a renovação e modernização das carteiras de pescador artesanal, que evitam fraudes no seguro defeso; e as políticas de incentivo na área habitacional.

Angra dos Reis

Na parte da tarde, o ministro Eduardo Lopes estará em Angra dos Reis, no litoral sul do estado do Rio de Janeiro, para solenidade de autorização para a captura de camarões, com rede de arrasto, a 123 embarcações da pesca artesanal, que atuam a partir dos municípios de Angra dos Reis, Arraial do Cabo, Itaguaí, Macaé, Niterói, Paraty, Rio de Janeiro e Niterói. 

A autorização para a pescaria se inicia no próximo domingo (dia 1º de junho) e terá validade por 90 dias. O prazo poderá ser prorrogado pelo Ministério da Pesca e Aquicultura por igual período. As embarcações mencionadas têm entre 5,6 metros a 12,9 metros de comprimento, e capturam camarões (das espécies rosa, sete barbas, camarão barba ruça e santana) em baias como a de Guanabara, Ilha Grande e Sepetiba. 

A autorização, entretanto, tem caráter excepcional, conforme a Instrução Normativa nº 9 do MPA, de 28 de maio de 2014. No futuro, as 123 embarcações mencionadas serão enquadras no sistema de permissionamento do MPA, que prevê a captura por espécie.

No momento, já participam desse sistema 541 outras embarcações do Rio de Janeiro dedicadas à captura do camarão. Dessas embarcações, 72 se dedicam ao camarão rosa, das quais a grande maioria é caracterizada como da frota da pesca industrial.

Já as 469 embarcações dedicadas ao camarão sete barbas são inteiramente da pesca artesanal. As duas espécies são as mais valorizadas no mercado.

O sistema de permissionamento foi criado para garantir a sustentabilidade ambiental das pescarias, de modo a evitar a sobrepesca, a captura acima da capacidade de reposição dos estoques pesqueiros. 

Programação - 30 de maio

  • 10h – Abertura do Grito da Pesca.
  • Local: Centro de Convenções de Ilhéus (BA) – Avenida Beira Mar.
  • 15h – Entrega de Autorização de Pesca de arrasto de camarão e carteiras de pescadores.
  • Local: Avenida Almirante Jair de Carneiro Toscano de Brito, S/N – Parque Palmeiras. Angra dos Reis (RJ).
  • 17h – Encerramento.

Fonte:
Ministério da Pesca e Aquicultura 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Contratações com jornadas imprevisíveis são formalizadas
A modernização trabalhista trouxe benefícios para diferentes tipos de contratação como o trabalho intermitente, comum no mercado de eventos
A modernização trabalhista trouxe benefícios para diferentes tipos de contratação como o trabalho intermitente, comum no mercado de eventos
Contratações com jornadas imprevisíveis são formalizadas

Últimas imagens

Para secretário, reforma da Previdência não pode ser adiada
Para secretário, reforma da Previdência não pode ser adiada
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Em novembro, 51% dos brasileiros que iriam viajar pretendiam fazê-lo de avião
Em novembro, 51% dos brasileiros que iriam viajar pretendiam fazê-lo de avião
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital