Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2014 > 08 > Banco do Brasil vai contratar 3.500 aprendizes

Economia e Emprego

Banco do Brasil vai contratar 3.500 aprendizes

Jovem Aprendiz

Em acordo com o Ministério do Trabalho, Banco vai contratar jovens para atuar no Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado
por Portal Brasil publicado: 01/08/2014 12h38 última modificação: 01/08/2014 12h38

O Ministério do Trabalho e Emprego e o Banco do Brasil firmaram acordo de cooperação técnica, na última quarta-feira (30), para inserir 3.500 jovens aprendizes no mercado de trabalho. O acordo ampliará a atuação do BB no programa de aprendizagem, que conta, atualmente, com 5.200 aprendizes entre 14 e 17 anos.

Com a contração de mais 3.500 jovens entre 18 e 24 anos, que atuarão no Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNPMO), o quantitativo do banco pode chegar a 8 mil jovens contratados.

O Programa de Aprendizagem faz parte da Política de Responsabilidade Social Empresarial e tem como objetivo promover a inclusão social de adolescentes de baixa renda, no mercado de trabalho, por meio de sua capacitação profissional em serviços bancários e administrativos e estimular a prática da cidadania, de valores éticos e profissionais. 

Para o ministro, “os adolescentes e jovens que entram no mercado de trabalho com carteira de trabalho assinada, direitos trabalhistas e previdenciários assegurados e com acesso à formação profissional de qualidade terão chances de trajetória profissional digna e promissora”. 

Assinaram o termo de cooperação técnica o ministro do trabalho, Manoel Dias e o presidente do Banco do Brasil, Aldenir Bendine.

Aprendizes

Dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) afirmam que 81% dos aprendizes que concluíram o programa em 2011 permaneceram no mercado formal no ano seguinte. Em 2011, 203.060 aprendizes concluíram o programa e 165.123 permaneceram no mercado em 2012. Quase o mesmo percentual foi observado em 2012, quando 256.320 aprendizes concluíram e 211.186 continuaram no mercado formal em 2013, representando 82%.
 
Programa de Microcrédito

O Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado foi instituído pela Lei nº 11.110, de 25 de abril de 2005, e tem como objetivo incentivar a geração de trabalho e renda entre os microempreendedores populares; disponibilizar recursos para o microcrédito produtivo orientado; e oferecer apoio técnico às instituições de microcrédito produtivo orientado, com vistas ao fortalecimento institucional destas para a prestação de serviços aos empreendedores populares.

Fonte:
Ministério do Trabalho e Emprego

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Vendas do varejo crescem 3,6% em agosto
Pesquisa mensal de comércio do IBGE aponta que as vendas do varejo cresceram em agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado. O setor de móveis e eletrodomésticos foi o que registrou o maior crescimento
Pesquisa mensal de comércio do IBGE aponta que as vendas do varejo cresceram em agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado. O setor de móveis e eletrodomésticos foi o que registrou o maior crescimento
Vendas do varejo crescem 3,6% em agosto

Governo digital