Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2014 > 10 > Mercado fica mais otimista quanto ao saldo de transações comerciais entre Brasil e outros países

Economia e Emprego

Mercado fica mais otimista quanto ao saldo de transações comerciais entre Brasil e outros países

BOLETIM FOCUS

Previsão do déficit em conta corrente caiu de US$ 81,20 bilhões para US$ 80,50 bilhões, com saldo da balança comercial estável em US$ 2,41 bilhões, diz BC
por Portal Brasil publicado: 06/10/2014 13h49 última modificação: 06/10/2014 13h49

Os investidores e analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central voltaram a reduzir nesta semana a previsão do déficit em conta corrente do Brasil de US$ 81,20 bilhões para US$ 80,50 bilhões, com saldo da balança comercial em US$ estável em 2,41 bilhões em 2014.

Para 2015, a previsão de superávit comercial passou de US$ 9 bilhões para US$ 7,24 bilhões. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (6), pela pesquisa Focus, do Banco Central.

Já as perspectivas mercado para taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, foi mantida em 11% ao ano em 2014, com projeção de dívida liquida do setor público em 35% do Produto Interno Bruto (PIB), que representa a soma de todos os bens e riquezas produzidos no País. Para 2015, a previsão avançou de 11,38% para 11,88% ao ano.

Os investimentos estrangeiros diretos (IED) foram estimados em US$ 60 bilhões, também igual valor da última pesquisa. Para 2015, a estimativa subiu de US$ 57 bilhões para US$ 57,7 bilhões. Os preços administrados pelo governo, como as tarifas de energia elétrica, foram ajustados de 5,10% para 5, 20%.

A projeção para o superávit da balança comercial (exportações menos importações) em 2014 ficou estável em US$ 2,4 bilhões. Para 2015, a previsão para o superávit comercial passou de US$ 9 bilhões para US$ 7,24 bilhões.

Inflação e crescimento

O mercado voltou a estimar, pela terceira vez seguida, a estimativa de inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Agora, a taxa passou de 6,31% para 6,32% em 2014.  Para 2015, a previsão para o IPCA ficou estável em 6,30%.

A projeção para o crescimento da economia foi ajustado de 0,29% para 0,24% neste ano, com perspectiva negativa para a produção industrial em queda de 2,14%. Para 2015, a previsão do mercado para a expansão do PIB caiu de 1,01% para 1%.

A projeção para o câmbio neste ano passou de R$ 2,35 para R$ 2,40. Para 2015, a previsão dos analistas para a taxa de câmbio subiu de R$ 2,45 para R$ 2,50 por dólar.

Fonte: Portal Brasil com informações do Banco Central

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Inmetro dá dicas para quem quer economizar energia
Com a crescente necessidade de economizar energia, o Inmetro dá dicas para quem quer poupar sem ter de abrir mão do conforto
Com a crescente necessidade de economizar energia, o Inmetro dá dicas para quem quer poupar sem ter de abrir mão do conforto
Inmetro dá dicas para quem quer economizar energia

Últimas imagens

Recursos são referentes ao ano de 2015 e podem ser retirados até 28 de dezembro
Recursos são referentes ao ano de 2015 e podem ser retirados até 28 de dezembro
Marcos Santos/USP Imagens
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Ministério da Fazenda
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Gustavo Raniere/Min. Fazenda
Arrecadação em alta é importante para manter o compromisso com as contas públicas
Arrecadação em alta é importante para manter o compromisso com as contas públicas
Arquivo EBC

Governo digital