Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2015 > 01 > Mercado ainda reflete preconceitos contra mulheres, pretos e pardos, revelam dados do IBGE

Economia e Emprego

Mercado ainda reflete preconceitos contra mulheres, pretos e pardos, revelam dados do IBGE

IMPORTÂNCIA DAS COTAS

Números mostram evolução, mas em 2014 mulheres recebiam cerca de 74,2% da renda dos homens. Pretos e pardos ganhavam 58,0% dos trabalhadores brancos
por Portal Brasil publicado: 29/01/2015 14h46 última modificação: 29/01/2015 15h02

O nível da ocupação, proporção entre a População Ocupada e a População em Idade Ativa (dez anos ou mais de idade), alcançou 53,3%. Frente a 2003 (50,0%) houve alta de 3,2 pontos percentuais, de acordo com dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) divulgada nesta quinta-feira (29), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mulheres, negros, pretos e pardos têm avançado no mercado de trabalho, mas ainda se verifica, nos dados, os rastros dos preconceitos históricos da sociedade brasileira, o que reforça a importância das políticas adotadas pelo governo, como as cotas e outras ações de apoio a estes segmentos da população.

O nível de ocupação das mulheres (45,4%) continuou inferior ao dos homens (62,6%). Mesmo assim, em relação a 2003, seu aumento foi superior ao dos homens.

Em relação a 2003, aumentou o nível da ocupação dos jovens de 18 a 24 anos (de 53,8% para 57,2%) e da população de cor preta ou parda (de 48,5% para 53,0%).

Além da disparidade entre homens e mulheres, a pesquisa mostrou também defasagem entre brancos e pretos ou pardos. Em 2014, em média, as mulheres ganhavam em torno de 74,2% do rendimento recebido pelos homens - uma expansão de 0,6 ponto percentual frente a 2013 (73,6%). A menor proporção foi registrada em 2003, 70,8%.

O rendimento dos trabalhadores de cor preta ou parda, de 2003 para 2014, cresceu 56,3%, enquanto o rendimento dos trabalhadores de cor branca cresceu 30,4%. Mas a pesquisa registrou também, que os trabalhadores de cor preta ou parda ganhavam, em média, em 2014, 58,0% do rendimento recebido pelos trabalhadores de cor branca. Em 2013, esta razão era 57,4%. Destaca-se que, em 2003, não chegava à metade (48,4%).

A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) é realizada nas regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. A publicação completa está em 

www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/trabalhoerendimento/pme_nova/.

A publicação da Retrospectiva do Mercado de Trabalho 2003-2014 está em 

www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/trabalhoerendimento/pme_nova/estudos_retrospectiva.shtm 

Fonte: Portal Brasil com informações do IBGE

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Inmetro dá dicas para quem quer economizar energia
Com a crescente necessidade de economizar energia, o Inmetro dá dicas para quem quer poupar sem ter de abrir mão do conforto
Com a crescente necessidade de economizar energia, o Inmetro dá dicas para quem quer poupar sem ter de abrir mão do conforto
Inmetro dá dicas para quem quer economizar energia

Últimas imagens

Recursos são referentes ao ano de 2015 e podem ser retirados até 28 de dezembro
Recursos são referentes ao ano de 2015 e podem ser retirados até 28 de dezembro
Marcos Santos/USP Imagens
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Ministério da Fazenda
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Com País de volta aos trilhos do crescimento, famílias voltam a consumir e influenciar positivamente arrecadação de impostos
Gustavo Raniere/Min. Fazenda
Arrecadação em alta é importante para manter o compromisso com as contas públicas
Arrecadação em alta é importante para manter o compromisso com as contas públicas
Arquivo EBC

Governo digital