Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2015 > 02 > Primeira estimativa do ano indica que safra será 4,4% maior em 2015, diz IBGE

Economia e Emprego

Primeira estimativa do ano indica que safra será 4,4% maior em 2015, diz IBGE

PRODUÇÃO AGRÍCOLA

Colheita deve somar 201,3 milhões de toneladas, com destaque para arroz, milho e soja, com 91,6% da produção . Área da colheita cresceu 1,6% em relação a 2014
publicado: 12/02/2015 12h06 última modificação: 12/02/2015 12h09

A primeira estimativa de 2015 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas (caroço de algodão, amendoim, arroz, feijão, mamona, milho, soja, aveia, centeio, cevada, girassol, sorgo, trigo e triticale) totalizou 201,3 milhões de toneladas, um crescimento de 4,4% em relação à obtida em 2014, que somou 192,8 milhões de toneladas.

Os dados são do primeiro Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado nesta quinta-feira (12), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Área da colheita cresceu 1,6% em relação a 2014

A estimativa da área a ser colhida é de 57,2 milhões de hectares, o que representa acréscimo de 1,6% frente à de 2014 (56,3 milhões de hectares). Arroz, milho e soja, os três principais produtos deste grupo, somados representaram 91,6% da estimativa da produção e responderam por 85,4% da área a ser colhida.

Em relação ao ano anterior, houve acréscimo de 3,5% na área da soja e redução 1,3% na área de arroz e de 0,3 na área do milho. No que se refere à produção, houve acréscimos de 3,3% para o arroz, 10,5% para a soja e diminuição de 2,9% para o milho.

Quanto à produção, em relação à obtida em 2014, as estimativas de janeiro deste ano indicam que 12 dos 26 produtos aumentaram, com destaque para amendoim em casca 1ª safra (crescimento de 18,8%), arroz em casca (3,3%), a aveia em grão (23,6%), cevada em grão (23,1%), soja em grão (10,5%) e o trigo em grão (20,4%).

Regiões

Nessa avaliação para 2015, o Mato Grosso liderou como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 23,1%, seguido pelo Paraná (18,2%) e Rio Grande do Sul (15,9%), que, somados, representaram 57,2% do total nacional previsto.

Regionalmente, o volume da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou a seguinte distribuição: Centro-Oeste, 81,7 milhões de toneladas; Sul, 75,2 milhões de toneladas; Sudeste, 19,7 milhões de toneladas; Nordeste, 19,2 milhões de toneladas; e Norte, 5,5 milhões de toneladas.

Comparativamente à safra passada, foram constatados incrementos de 0,2% na região Norte, de 23,0% na região Nordeste, de 9,7% na região Sudeste e de 6,3% na região Sul. A região Centro-Oeste apresentou diminuição de 1,5% em relação à produção do ano anterior.

A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página

www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/agropecuaria/lspa.

 Fonte: Portal Brasil com informações do IBGE

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Pesquisa do BC aponta que 56% não colocam no papel as contas do mês
Por outro lado, segundo levantamento do Banco Central, 64% dos entrevistados pagam as contas em dia
Por outro lado, segundo levantamento do Banco Central, 64% dos entrevistados pagam as contas em dia
Pesquisa do BC aponta que 56% não colocam no papel as contas do mês

Últimas imagens

Resultado foi obtido com mercadorias apreendidas ao longo de 2017. Parte dos itens, no entanto, foi doado para organizações da sociedade civil ou incorporado a órgãos públicos
Resultado foi obtido com mercadorias apreendidas ao longo de 2017. Parte dos itens, no entanto, foi doado para organizações da sociedade civil ou incorporado a órgãos públicos
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Rais
Pixabay

Governo digital