Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2015 > 12 > União paga R$ 72,4 bi a bancos públicos e ao FGTS

Economia e Emprego

União paga R$ 72,4 bi a bancos públicos e ao FGTS

Orçamento

Acerto foi realizado em conformidade com orientações do Tribunal de Contas da União
por Portal Brasil publicado: 30/12/2015 19h00 última modificação: 30/12/2015 22h11

O Ministério da Fazenda informa que foi realizado o pagamento de R$ 72,375 bilhões relativos a débitos da União junto ao Banco do Brasil (BB), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Desse total, parcela de R$ 55,572 bilhões refere-se a valores de 2014, já incluídos os encargos. Outra fatia de R$ 16,803 bilhões refere-se a 2015.

O pagamento de todas as obrigações neste exercício era medida necessária para fins de cumprimento da meta de resultado fiscal do governo, explica a nota do Ministério da Fazenda. Isso pelo fato de que a partir de determinação do Tribunal de Contas da União (TCU) houve uma mudança na regra de inclusão dessas operações nas estatísticas fiscais, por parte do Banco Central. A partir de agora, todas as obrigações da União com bancos públicos e fundos serão imediatamente contabilizadas como despesas primárias e integrarão as estatísticas fiscais, cita a nota.

“A realização desses pagamentos decorre do entendimento do Tribunal de Contas da União (TCU), pronunciado por meio do Acórdão nº 825, de 14 de abril de 2015, e ratificada pelo Acórdão nº 3.297, de 9 de dezembro de 2015”, cita nota do Ministério da Fazenda divulgada na tarde desta quarta-feira (30).

 Os pagamentos ao Banco do Brasil são relativos a programas de crédito rural. Com o BNDES, referem-se ao Programa de Sustentação do Investimento (PSI). Com o FGTS, decorrem de adiantamentos efetuados no âmbito do programa Minha Casa Minha Vida e de repasses relativos à Lei Complementar nº 110/2001.

Valores

Do total de pagamentos efetuados (R$ 72,4 bilhões), R$ 70,9 bilhões foram pagos com recursos da Conta Única, dos quais R$ 21,1 bilhões com recursos de emissões de títulos realizadas anteriormente, sem a necessidade de emissão de novos títulos, e R$ 49,8 bilhões nas demais fontes da conta única.

O valor de R$ 1,5 bilhão restante, devido ao Banco do Brasil em virtude do programa denominado “Equivalência em Produto”, será acertado por meio de emissão direta de títulos sem necessidade de realização de novos leilões.

Efeito fiscal

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015 autorizou o desconto de R$ 57 bilhões da meta de superávit primário desse ano, em decorrência desses pagamentos. No entanto, do total pago no exercício, R$ 72,4 bilhões, serão efetivamente abatidos R$ 55,8 bilhões. A diferença, R$ 16,6 bilhões, será absorvida pelo espaço fiscal pré-existente, de R$ 51,8 bilhões, explica o Ministério da Fazenda.

O Ministério da Fazenda ressalta, ainda, a publicação na última segunda-feira (28) da portaria MF 950/2015, que elimina a carência de 24 meses para o pagamento dos valores de equalização das taxas de juros no PSI e ajusta a metodologia de apuração e atualização dos valores devidos. Desse modo, a partir de agora, todos os valores serão apurados e pagos semestralmente.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Fazenda

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação

Últimas imagens

De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), neste exercício, entram em vigor as novas regras estabelecidas pela Medida Provisória 665
De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), neste exercício, entram em vigor as novas regras estabelecidas pela Medida Provisória 665
Foto: Divulgação/Caixa Econômica
Para o calendário 2015/2016 foram disponibilizados 20 milhões de benefícios do Abono Salarial, o que representa um montante de R$ 17 bilhões
Para o calendário 2015/2016 foram disponibilizados 20 milhões de benefícios do Abono Salarial, o que representa um montante de R$ 17 bilhões
Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil
Linha Pró-Cotista é voltado para trabalhadores com pelo menos 36 meses de vínculo com o FGTS (não necessariamente seguidos)
Linha Pró-Cotista é voltado para trabalhadores com pelo menos 36 meses de vínculo com o FGTS (não necessariamente seguidos)
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Inadimplência no rotativo do cartão de crédito foi a que mais caiu
Inadimplência no rotativo do cartão de crédito foi a que mais caiu
Marcos Santos/USP Imagens
Os financiamentos imobiliários cresceram 0,7% e saldo total dessas operações soma R$ 516,8 bilhões
Os financiamentos imobiliários cresceram 0,7% e saldo total dessas operações soma R$ 516,8 bilhões
Kelsen Fernandes/Fotos Públicas

Governo digital