Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 02 > Banco Central lança novas moedas comemorativas dos Jogos Rio 2016

Economia e Emprego

Banco Central lança novas moedas comemorativas dos Jogos Rio 2016

Homenagem

Este será o quarto e último conjunto de nove moedas comemorativas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016
por Portal Brasil publicado: 15/02/2016 12h46 última modificação: 15/02/2016 14h54

O quarto conjunto de nove moedas comemorativas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 será lançado pelo Banco Central na próxima sexta-feira, 19 de fevereiro, no Rio de Janeiro. Fazem parte do conjunto uma moeda de ouro, quatro de prata e quatro de circulação comum. Esse lançamento encerra o programa de moedas comemorativas dos Jogos, que contém, ao todo, 36 peças.

A moeda de ouro homenageia o Cristo Redentor e a Tocha Olímpica, símbolo dos Jogos que percorre diversos países até chegar à cidade-sede, onde acende a pira, dando início às competições.

As moedas de prata homenageiam o Rio de Janeiro: os anversos, com paisagens conhecidas, nas quais o carioca pratica esportes como remo, corrida, ciclismo e vôlei de praia; os reversos, com aspectos da cultura e da natureza da cidade e do Brasil. Borboleta-da-Praia, Pau-Brasil, Teatro Municipal e Samba encerram as quatro séries temáticas: Fauna, Flora, Arquitetura e Música Brasileira, respectivamente.

As moedas de circulação comum trazem dois dos esportes em que o Brasil conquistou mais medalhas em Jogos Olímpicos e Paralímpicos – Boxe e Natação Paralímpica – e apresentam as duas mascotes: Vinicius, a mascote Olímpica; e Tom, a Paralímpica.

As moedas de R$ 1 entrarão em circulação pela rede bancária, e uma parte será vendida em embalagens especiais para coleção. Também será disponibilizada, para comercialização, uma cartela com um conjunto dessas quatro moedas de circulação comum.

Após o lançamento, as moedas poderão ser adquiridas no site do Banco do Brasil por meio de boleto bancário ou, no caso de correntistas do BB, débito em conta. As moedas também estarão à venda nas agências do Banco do Brasil relacionadas abaixo, onde o pagamento deve ser feito em dinheiro.

Todos os projetos foram desenvolvidos pelas equipes do Banco Central e da Casa da Moeda do Brasil, com o suporte técnico do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. As moedas são produzidas pela Casa da Moeda do Brasil.

Características:

Moeda de ouro:
Valor de face: 10 reais
Composição: ouro 900/1000
Diâmetro: 16mm
Peso: 4,4g
Bordo: serrilhado 
Acabamento: proof
Tiragem máxima: 5 mil 
Preço de venda: R$ 1.180,00

Moedas de prata:
Valor de face: 5 reais
Composição: prata 925/1000
Diâmetro: 40mm
Peso: 27g
Bordo: serrilhado
Acabamento: proof
Tiragem máxima por moeda: 25 mil 
Preço de venda: R$ 195,00

Moedas de circulação comum:
Valor de face: 1 real
Composição: aço inox (núcleo) e aço revestido de bronze (anel)
Diâmetro: 27mm
Peso: 7g
Bordo: serrilhado
Acabamento: comum (moedas distribuídas à rede bancária) ou brilliant uncirculated (moedas em cartelas)
Tiragem máxima por moeda: 20 milhões

Preços de venda:
- moeda em cartela individual: R$ 13,00
- cartela com 4 moedas: R$ 45,00

Agências do Banco do Brasil:
Belém (PA) – Rua Santo Antonio, 432 – Campina; Curitiba (PR) – Av. Cândido de Abreu, 554 – Centro Cívico; Fortaleza (CE) - Av. Heráclito Graça, 1500 – Aldeota; Porto Alegre (RS) – Rua Sete de Setembro, 790 – Centro; Rio de Janeiro (RJ) – Rua da Quitanda, 60 – Centro; São Paulo (SP) - Av. Paulista, 2163 – Cerqueira Cesar

Agências do Banco do Brasil em Dependências do Banco Central:
Brasília (DF)  SBS, quadra 3, bloco B, 2.º subsolo; Belo Horizonte (MG)  Av. Álvares Cabral, 1605 – 2º subsolo – Santo Agostinho; Recife (PE) – Rua da Aurora, 1259 – Santo Amaro; Salvador (BA)  Av. Anita Garibaldi, 1211 – Ondina.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Banco Central

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Fundos Regionais receberão R$ 28 bilhões em 2017
O Ministério da Integração Nacional irá apoiar o setor privado com a maior oferta da história para os Fundos Regionais para o desenvolvimento, R$ 117 bilhões ao longo dos próximos 4 anos
Tutorial: Como consultar o Abono Salarial (ano-base 2014)
O prazo para sacar o benefício (ano-base 2014) vai até 31 de agosto
Linha de crédito beneficia agricultores familiares
Agricultores familiares podem contar com linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para modernizar e subsidiar custeio da produção.
O Ministério da Integração Nacional irá apoiar o setor privado com a maior oferta da história para os Fundos Regionais para o desenvolvimento, R$ 117 bilhões ao longo dos próximos 4 anos
Fundos Regionais receberão R$ 28 bilhões em 2017
O prazo para sacar o benefício (ano-base 2014) vai até 31 de agosto
Tutorial: Como consultar o Abono Salarial (ano-base 2014)
Agricultores familiares podem contar com linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para modernizar e subsidiar custeio da produção.
Linha de crédito beneficia agricultores familiares

Últimas imagens

Ministro Dyogo Oliveira durante audiência que debateu a PEC 241
Ministro Dyogo Oliveira durante audiência que debateu a PEC 241
Ministério do Planejamento
Ministros participam de audiência sobre Novo Regime Fiscal
Ministros participam de audiência sobre Novo Regime Fiscal
Divulgação: Agência Brasil
Segundo indicador, consumidores têm boas expectativas para queda do desemprego e melhoria da renda
Segundo indicador, consumidores têm boas expectativas para queda do desemprego e melhoria da renda
Reprodução/Agência Brasil
Além de alimentos, outros grupos apresentaram desaceleração: Vestuário (-0,13%), Habitação (-0,02%) e Transportes (0,10%)
Além de alimentos, outros grupos apresentaram desaceleração: Vestuário (-0,13%), Habitação (-0,02%) e Transportes (0,10%)
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Não tem direito ao 13º aqueles que recebem benefícios assistenciais (Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social – BPC/LOAS e Renda Mensal Vitalícia – RMV)
Não tem direito ao 13º aqueles que recebem benefícios assistenciais (Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social – BPC/LOAS e Renda Mensal Vitalícia – RMV)
Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Governo digital