Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 02 > Caixa oferece versão resumida do contrato de cartão de crédito

Economia e Emprego

Caixa oferece versão resumida do contrato de cartão de crédito

Atendimento

Contrato Transparente é um complemento do documento tradicional; a ideia é facilitar a leitura e deixar mais claros os direitos e benefícios dos consumidores
por Portal Brasil publicado: 15/02/2016 20h27 última modificação: 16/02/2016 10h52

A Caixa Econômica Federal oferece versões resumidas de contratos para cartões de créditos. Chamados de "Contratos Transparentes", eles concentram, em duas páginas (frente e verso), as informações mais importantes das 15 páginas do documento original e das regras do Programa Pontos Caixa.

Na prática, o contrato resumido deixa mais claro ao consumidor seus direitos, benefícios, deveres e tarifas do produto. “Você acaba ganhando tempo, porque vem tudo resumido. O que estaria em um contrato maior, que eu levaria mais tempo analisando, esse mostra realmente o que é importante”, disse a gerente comercial Adriana Barbosa, que abriu uma conta na Caixa e tirou um cartão de crédito. 

Para Adriana, um contrato grande, cheio de cláusulas, pode até confundir. Além disso, como o documento não ocupa muito espaço, ela pode levá-lo na bolsa. “Se eu tiver alguma dúvida com relação às taxas ou outra coisa, pego o contrato na bolsa. É muito prático.”

O Contrato Transparente permite, ainda, que o consumidor tenha acesso à versão integral do Contrato de Prestação de Serviço por meio da leitura de QR Code, localizado no verso do documento resumido. O QR Code dá acesso também à tabela completa com as tarifas cobradas pela Caixa e ao contrato do Programa Pontos Caixa.

“As informações mais importantes estão concentradas em 13% do espaço. A versão resumida, que não substitui o contrato tradicional, deixa bem clara qual a cobertura e quais as exclusões na contratação”, explica Leonardo Araújo, sócio da  empresa contratada para fazer as versões simplificadas dos contratos para os cartões Caixa.

Facilidade

O diretor executivo de Cartões e Meios de Pagamento Eletrônico da Caixa, Mario Ferreira Neto, explica que em duas páginas foi possível sintetizar todos os serviços disponíveis no cartão de crédito. “O Contrato Transparente vem exatamente para facilitar a leitura e o entendimento do contrato original. Como se fosse um guia, um resumo, mas muito completo.”

Mario Neto ressalta, ainda, que a preocupação da Caixa é dar ao cliente um instrumento rápido, com uma linguagem acessível, para que ele tenha conhecimento dos seus direitos e deveres, assim como os serviços que o cartão de crédito oferece. “A nossa intenção é que a relação com o cliente seja a mais transparente possível do ponto de vista da Caixa enquanto fornecedora de serviços.”

Fonte: Portal Brasil, com informações da Caixa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação

Últimas imagens

Quem nasceu nos meses de julho a dezembro receberá o benefício ainda no ano de 2016
Quem nasceu nos meses de julho a dezembro receberá o benefício ainda no ano de 2016
Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Governo digital