Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 02 > Conab vai leiloar 4,8 mil toneladas de feijão no dia 17

Economia e Emprego

Conab vai leiloar 4,8 mil toneladas de feijão no dia 17

Venda

Armazenado no Paraná, o produto faz parte dos estoques governamentais adquiridos por meio da Política de Garantia de Preços Mínimos
publicado: 12/02/2016 17h13 última modificação: 12/02/2016 19h24
Divulgação/EBC O leilão irá ocorrer na modalidade mista, por meio do Sistema Eletrônico de Comercialização da Conab

O leilão irá ocorrer na modalidade mista, por meio do Sistema Eletrônico de Comercialização da Conab

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai leiloar 4,85 mil toneladas de feijão cores ensacado na próxima quarta-feira (17). Armazenado no Paraná, o produto faz parte dos estoques governamentais adquiridos por meio da Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM). O feijão pode ser vistoriado dentro do armazém. 

O leilão irá ocorrer na modalidade mista, por meio do Sistema Eletrônico de Comercialização da Conab (SEC), em Brasília. Os interessados em participar deverão estar cadastrados na bolsa de mercadorias por meio da qual pretendam realizar a operação.

Também será necessário estar em situação regular no Sistema de Registro e Controle de Inadimplentes da Conab (Sircoi). O preço de venda a ser praticado será divulgado com antecedência de até 2 dias úteis da data de realização do leilão.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Conab

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: Três Poderes terão limite de gastos
De acordo com o ministro da Fazenda, Reforma Fiscal terá vigência de 20 anos, e pode mudar de critérios a partir do décimo ano
Henrique Meirelles explica Novo Regime Fiscal
Em entrevista nesta quarta-feira (15), ministro da Fazenda explica a nova Reforma Fiscal que será proposta ao Congresso
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
De acordo com o ministro da Fazenda, Reforma Fiscal terá vigência de 20 anos, e pode mudar de critérios a partir do décimo ano
Meirelles: Três Poderes terão limite de gastos
Em entrevista nesta quarta-feira (15), ministro da Fazenda explica a nova Reforma Fiscal que será proposta ao Congresso
Henrique Meirelles explica Novo Regime Fiscal

Governo digital