Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 02 > Navio-plataforma Cidade de Maricá entra em operação no pré-sal

Economia e Emprego

Navio-plataforma Cidade de Maricá entra em operação no pré-sal

Petrobras

A unidade vai produzir, armazenar e transferir petróleo ancorada a uma profundidade de 2.120 metros e a cerca de 270 quilômetros da costa
publicado: 17/02/2016 15h36 última modificação: 17/02/2016 15h36
Petrobras A camada pré-sal contida nas Bacias de Santos e de Campos já responde por 35% da produção brasileira de petróleo

A camada pré-sal contida nas Bacias de Santos e de Campos já responde por 35% da produção brasileira de petróleo

O sétimo grande sistema definitivo de produção do pré-sal da Bacia de Santos iniciou suas operações neste mês, na área de Lula Alto, no campo de Lula. A Petrobras informa que  produção está sendo processada pelo navio-plataforma (FPSO) Cidade de Maricá, cuja capacidade é de produzir, diariamente, até 150 mil barris de petróleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás. A unidade vai produzir, armazenar e transferir petróleo ancorada a uma profundidade de 2.120 metros e a cerca de 270 quilômetros da costa.

Com mais este sistema de produção, a camada pré-sal contida nas Bacias de Santos e de Campos já responde por 35% da produção brasileira de petróleo. Entre as empresas com atividades no pré-sal brasileiro, apenas aquelas integrantes de consórcios liderados pela Petrobras têm participação nesta produção.

A consolidação da Bacia de Santos, que responde por 70% da produção da camada pré-sal, vem se dando há pouco mais de cinco anos, com uma média de lançamento de uma grande plataforma a cada nove meses. A performance da produção tem se mostrado dentre as melhores em termos mundiais, sendo que os quatro primeiros sistemas de produção, instalados entre 2010 e 2014, permanecem produzindo praticamente a plena capacidade (475 mil barris diários de petróleo, com apenas 19 poços produtores).

Gasoduto

No último dia 12 a Petrobras iniciou a operação da segunda rota de escoamento de gás natural produzido no pré-sal da Bacia de Santos, através de um gasoduto denominado Rota 2. Com 401 quilômetros, o Rota 2 é o gasoduto submarino de maior extensão em operação no Brasil e possui capacidade para escoar diariamente 13 milhões de metros cúbicos de gás, interligando os sistemas de produção do pré-sal da Bacia de Santos ao Terminal de Tratamento de Gás de Cabiúnas, em Macaé (RJ) que teve sua capacidade de processamento ampliada para 28,4 milhões de metros cúbicos por dia.

O gasoduto Rota 2 se interligará ao gasoduto Rota 1, em operação desde 2011, e com capacidade de escoamento de outros 10 milhões de metros cúbicos diários. Com 359 quilômetros de extensão e trechos de 18 e 34 polegadas de diâmetro, o Rota 1 é composto por dois trechos: o trecho Lula-Plataforma de Mexilhão e o trecho que liga a Plataforma de Mexilhão até a Unidade de Tratamento de Gás (UTGCA) Monteiro Lobato (SP) que teve a sua capacidade de processamento adequada, em 2014, para receber diariamente até 10 milhões de metros cúbicos de gás produzido no pré-sal da Bacia de Santos.

Com esse novo gasoduto, a capacidade total instalada de escoamento de gás natural do pré-sal da Bacia de Santos alcança o patamar de 23 milhões de metros cúbicos diários, o que assegurará o crescimento da  produção de petróleo e a ampliação do suprimento de gás nacional ao mercado brasileiro.

Fonte: Petrobras

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ministério do Trabalho organiza ações de incentivo a contratação de pessoas com deficiência
Atividades fazem parte do Dia D da Inclusão Social e Profissional de Pessoas com Deficiência e Reabilitados pelo INSS no mercado de trabalho
Pesquisa avalia evolução da agricultura no Brasil nos últimos 40 anos
A pesquisadora da Embrapa Marisa Prado explica a evolução do setor no contexto mundial
Meirelles cita ações para recuperação econômica
Em seminário da Fiesp, em São Paulo, Henrique Meirelles destacou a limitação dos gastos públicos, entre outras ações do governo para recuperação da economia
Atividades fazem parte do Dia D da Inclusão Social e Profissional de Pessoas com Deficiência e Reabilitados pelo INSS no mercado de trabalho
Ministério do Trabalho organiza ações de incentivo a contratação de pessoas com deficiência
A pesquisadora da Embrapa Marisa Prado explica a evolução do setor no contexto mundial
Pesquisa avalia evolução da agricultura no Brasil nos últimos 40 anos
Em seminário da Fiesp, em São Paulo, Henrique Meirelles destacou a limitação dos gastos públicos, entre outras ações do governo para recuperação da economia
Meirelles cita ações para recuperação econômica

Últimas imagens

Pesquisa de Risco e Intenção de Endividamento aumentou 24,9%
Pesquisa de Risco e Intenção de Endividamento aumentou 24,9%
Reprodução/Agência Brasil
Durante palestra nos EUA, Christine Lagarde disse que perspectiva para emergentes merece um otimismo cauteloso
Durante palestra nos EUA, Christine Lagarde disse que perspectiva para emergentes merece um otimismo cauteloso
Stephen Jaffe /IMF Staff Photo
Indicador da indústria avançou 2,1 pontos entre agosto e setembro
Indicador da indústria avançou 2,1 pontos entre agosto e setembro
Antonio Pinheiro/GERJ
O SGP concede isenção ou redução das tarifas de produtos de países em desenvolvimento, como o Brasil
O SGP concede isenção ou redução das tarifas de produtos de países em desenvolvimento, como o Brasil
Divulgação/Ministério da Agricultura
Pessoa física ou jurídica proprietária de áreas rurais deve fazer a declaração
Pessoa física ou jurídica proprietária de áreas rurais deve fazer a declaração
Foto: Agência Brasil/Arquivo

Governo digital