Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 02 > Recolhimento previdenciário de contribuintes individuais vence na segunda-feira

Economia e Emprego

Recolhimento previdenciário de contribuintes individuais vence na segunda-feira

INSS

O prazo para pagamento das contribuições previdenciárias de contribuintes individuais e facultativos é o dia 15 de cada mês
publicado: 12/02/2016 17h32 última modificação: 12/02/2016 18h06
EBC Contribuições atrasadas terão de ser pagas com acréscimo de multa diária de 0,33%, além de juros regidos pela Taxa Selic mensal

Contribuições atrasadas terão de ser pagas com acréscimo de multa diária de 0,33%, além de juros regidos pela Taxa Selic mensal

 O prazo para o recolhimento, sem multa, da contribuição previdenciária de contribuintes individuais e facultativos, referente à competência de janeiro, termina nesta segunda-feira (15). A partir desta data, as contribuições atrasadas terão de ser pagas com acréscimo de multa diária de 0,33%, além de juros regidos pela Taxa Selic mensal, caso o pagamento não seja feito dentro do mês de vencimento.

O prazo para pagamento das contribuições previdenciárias de contribuintes individuais e facultativos é o dia 15 de cada mês – exceto quando a data coincide com sábados, domingos e feriados. Nesses casos, o vencimento é adiado para o próximo dia útil.

Alíquotas

O cidadão que recolhe sobre o salário mínimo deve ter como referência o valor vigente de R$ 880,00 e pagar R$ 176 (alíquota de 20%). Para os contribuintes que optaram pelo plano simplificado de contribuição previdenciária, a alíquota é de 11% sobre o salário mínimo, o que corresponde a uma contribuição de R$ 96,80. Já o trabalhador avulso que recolhe acima do mínimo deve levar em conta as seguintes faixas de contribuição: 8% para quem ganha até R$1.556,94; 9% para quem recebe entre R$ 1.556,95 e R$ 2.594,92; e 11% para os que ganham entre R$ 2.594,93 e R$ 5.189,82.

São as mesmas faixas aplicadas no caso do segurado empregado. Os segurados facultativos de baixa renda (donas de casa) e o empreendedor individual que contribuem com a alíquota de 5% sobre o salário mínimo recolhem R$ 44,00. O prazo para o recolhimento da contribuição das donas de casa também vence na segunda (15). Já a data para o recolhimento das contribuições pelo empreendedor individual, sem juros e multa, é o dia 22 de fevereiro.

Fonte: Ministério do Trabalho e Previdência Social

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Banco Central reduz taxa de juros para 13% ao ano
A redução do juros foi possibilitada pela desaceleração da inflação em 2016 e queda já reflete no bolso do consumidor
Aposentados e pensionistas da União devem fazer recadastramento anual
Aposentados e pensionistas da União devem comparecer, no mês de seus aniversários, em qualquer banco credenciado em que sejam correntistas, para fazerem o recadastramento anual
Governo amplia volume de recursos do FGTS aplicados em habitação popular
Em 2017, o governo ampliará o volume de recursos do FGTS que são aplicados em habitação popular. Mais de R$ 33 bilhões serão destinados às famílias com renda mensal de até R$ 3.600
A redução do juros foi possibilitada pela desaceleração da inflação em 2016 e queda já reflete no bolso do consumidor
Banco Central reduz taxa de juros para 13% ao ano
Aposentados e pensionistas da União devem comparecer, no mês de seus aniversários, em qualquer banco credenciado em que sejam correntistas, para fazerem o recadastramento anual
Aposentados e pensionistas da União devem fazer recadastramento anual
Em 2017, o governo ampliará o volume de recursos do FGTS que são aplicados em habitação popular. Mais de R$ 33 bilhões serão destinados às famílias com renda mensal de até R$ 3.600
Governo amplia volume de recursos do FGTS aplicados em habitação popular

Últimas imagens

Ministro avalia que investidores estrangeiros têm uma nova visão sobre o Brasil, mais otimista
Ministro avalia que investidores estrangeiros têm uma nova visão sobre o Brasil, mais otimista
Gustavo Raniere/MF
Alta do minério pode gerar mais investimentos da Vale
Alta do minério pode gerar mais investimentos da Vale
Divulgação/Vale

Governo digital