Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 02 > Secretaria de Portos apresenta projetos a investidores italianos

Economia e Emprego

Secretaria de Portos apresenta projetos a investidores italianos

Investimentos

"Quem participar desta oportunidade terá retorno certo, com segurança jurídica e apoio governamental", disse Barbalho, destacando leilão portuário em março
por Portal Brasil publicado: 26/02/2016 11h42 última modificação: 26/02/2016 15h38
EBC O ministro da Secretaria de Portos, Helder Barbalho, segue apresentando oportunidades de investimentos no setor

O ministro da Secretaria de Portos, Helder Barbalho, segue apresentando oportunidades de investimentos no setor

O ministro da Secretaria de Portos da Presidência da República, Helder Barbalho, apresentou a carteira de investimentos em áreas portuárias no Brasil para os próximos anos a investidores italianos nesta quinta-feira (25). "Não há crise no setor portuário", assegura o ministro.

O encontro ocorreu na sede do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, em Brasília. A primeira reunião sobre memorando de entendimento Brasil-Itália, no setor de portos, teve apoio também da embaixada da Itália. "Quem participar desta oportunidade terá retorno certo, com segurança jurídica e apoio governamental", completou Barbalho.

Durante a apresentação, o ministro expôs os recentes resultados do setor, como o recorde de movimentação de cargas nos portos brasileiros em 2015, que superou a marca de 1 bilhão de toneladas. A mais recente versão do Plano Nacional de Logística Portuária (PNLP) antevê movimentação de 1,8 bilhão de toneladas, em 2042.

Uma das oportunidades apresentadas pelo chefe da pasta, o segundo leilão de áreas portuárias, em 31 de março, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo, vai ofertar seis terrenos, todos no Pará. Barbalho destacou haver mais 20 áreas portuárias a serem oferecidas, além do terminal de passageiros de Salvador, todos com editais já liberados pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Barbalho mostrou aos italianos que o governo federal está construindo novas rotas para escoamento da produção agrícola da região Centro-Oeste pelos portos do Arco Norte, como Vila do Conde, em Barcarena (PA), onde está situada uma das áreas que irão a leilão em março. A nova rota é mais eficiente, economicamente, em relação aos portos de Santos e Paranaguá, segundo projeções da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja).

No setor portuário, dos cerca de R$ 47 bilhões previstos para os próximos anos em investimentos privados, aproximadamente R$ 7,4 bilhões já foram contratados. 

Fonte: Portal Brasil, com informações da Secretaria de Portos

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação

Governo digital