Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 03 > Brasil teve superávit comercial de US$ 1,239 bi na primeira semana de março

Economia e Emprego

Brasil teve superávit comercial de US$ 1,239 bi na primeira semana de março

Comércio exterior

As exportações somaram US$ 3,124 bilhões, e as importações, US$ 1,885 bilhão
por Portal Brasil publicado: 07/03/2016 20h30 última modificação: 10/03/2016 15h06

A balança comercial brasileira apresentou superávit de US$ 1,239 bilhão na primeira semana de março, que contou com quatro dias úteis. As exportações somaram US$ 3,124 bilhões, e as importações, US$ 1,885 bilhão. Os dados foram divulgados, nesta segunda-feira (7), pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

A média diária das exportações, na semana, foi de US$ 780,9 milhões. Esse desempenho foi 1,2% maior que o verificado em todo o mês de março de 2015, quando a média diária das exportações foi de US$ 771,8 milhões.

Em relação a fevereiro de 2016, o crescimento foi de 11,2% em razão das exportações de produtos manufaturados (17,7%) e básicos (11,1%). Nessa comparação, as exportações de semimanufaturados retrocederam 3,5%.

Do lado das importações, a média diária na primeira semana de março (US$ 471,2 milhões) foi 37,2% menor que a registrada em todo o mês de março do ano passado (US$ 750,8 milhões), por causa da diminuição nos gastos com produtos siderúrgicos (-57,8%), veículos automóveis e partes (-53,4%), combustíveis e lubrificantes (-45,1%), equipamentos eletroeletrônicos (-43,2%), produtos químicos orgânicos e inorgânicos (-38,8%) e equipamentos mecânicos (-38,7%).

Em relação a fevereiro deste ano, quando a média diária das importações foi de US$ 542,4 milhões, a queda foi de 13,1%, devido a combustíveis e lubrificantes (-29,2%), produtos químicos orgânicos e inorgânicos (-21,6%), instrumentos de ótica e precisão (-17%), farmacêuticos (-14,6%) e equipamentos mecânicos (-13,6%).

Desempenho em 2016

Até a primeira semana de março, as exportações somam US$ 27,714 bilhões, e as importações, US$ 22,512 bilhões, com saldo positivo de US$ 5,202 bilhões. No mesmo período do ano passado, a balança estava deficitária em US$ 6,060 bilhões. As exportações acumularam média diária de US$ 644,5 milhões, valor 4,6% menor que o verificado no mesmo período de 2015 (US$ 675,6 milhões).

Já as importações apresentaram desempenho médio diário de US$ 523,5 milhões, 35,6% abaixo do registrado no mesmo período de 2015 (US$ 813,3 milhões). No ano, a corrente de comércio soma US$ 50,226 bilhões, com desempenho médio diário de US$ 1,168 bilhão, 21,6% menos que o verificado em 2015 (US$ 1,489 bilhão).

Fonte: Portal Brasil, com informações do MDIC

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

CNH terá código digital para evitar fraudes
Documentos emitidos a partir de 1º de maio já possuem este elemento de autenticação
Documentos emitidos a partir de 1º de maio já possuem este elemento de autenticação
CNH terá código digital para evitar fraudes

Últimas imagens

Para Meirelles, aprovação da reforma da Previdência resultará em queda dos juros estruturais
Para Meirelles, aprovação da reforma da Previdência resultará em queda dos juros estruturais
Agência Brasil/ José Cruz
Dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontam para recuperação do comércio exterior
Dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) apontam para recuperação do comércio exterior
Arquivo EBC
Encerramento do feirão acontece em Brasília (DF), Fortaleza (CE) e Curitiba (PR)
Encerramento do feirão acontece em Brasília (DF), Fortaleza (CE) e Curitiba (PR)
Divulgação/Caixa
Para os analistas, a taxa Selic ficará em 8,50 ao ano em 2017
Para os analistas, a taxa Selic ficará em 8,50 ao ano em 2017
USP Imagens/ Marcos Santos
Índice de Confiança da Indústria da FGV avançou 1,1 ponto em maio
Índice de Confiança da Indústria da FGV avançou 1,1 ponto em maio
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital