Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 03 > Inflação cai em sete capitais, aponta FGV

Economia e Emprego

Inflação cai em sete capitais, aponta FGV

Fundação Getulio Vargas

Redução dos preços na passagem de janeiro para fevereiro foi mais acentuada no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Salvador
por Portal Brasil publicado: 02/03/2016 11h41 última modificação: 02/03/2016 16h12

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) caiu em sete cidades pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) na passagem de janeiro para fevereiro. A maior queda ocorreu no Rio de Janeiro: 1,41 ponto percentual, já que a taxa recuou de 2,02%, em janeiro, para 0,61%, em fevereiro.

Outras duas capitais registraram redução mais acentuada que a média nacional, de 1,02 ponto percentual (a média do IPC-S caiu de 1,78% para 0,76%): Salvador (1,24 ponto percentual, de 2,06% para 0,82%) e São Paulo (1,04 ponto percentual, de 1,64% para 0,6%).

As demais cidades que obtiveram reduções na taxa de inflação foram Brasília (0,62 ponto percentual: de 1,55% para 0,93%); Belo Horizonte (0,93 ponto percentual: de 1,84% para 0,91%); Recife (0,47 ponto percentual: de 1,76% para 1,29%); e Porto Alegre (0,86 ponto percentual: de 1,66% para 0,8%).

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: Três Poderes terão limite de gastos
De acordo com o ministro da Fazenda, Reforma Fiscal terá vigência de 20 anos, e pode mudar de critérios a partir do décimo ano
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
De acordo com o ministro da Fazenda, Reforma Fiscal terá vigência de 20 anos, e pode mudar de critérios a partir do décimo ano
Meirelles: Três Poderes terão limite de gastos

Governo digital