Você está aqui: Página Inicial > Economia e Emprego > 2016 > 03 > PIB do agronegócio cresceu 1,8% em 2015

Economia e Emprego

PIB do agronegócio cresceu 1,8% em 2015

Agropecuária

Segundo o IBGE, crescimento do setor se deve sobretudo ao desempenho da agricultura
por Portal Brasil publicado: 03/03/2016 16h22 última modificação: 03/03/2016 16h39

O Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária cresceu 1,8%, no ano passado em relação a 2014, conforme dados divulgados nesta quinta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  Segundo o coordenador-geral de Estudos e Análises do Ministério da Agricultura, José Gasques, a média anual de crescimento do PIB agropecuário, nos últimos 19 anos, tem sido de 3,6%.

Para um ano de dificuldade econômica como o de 2015, o percentual de 1,8%, é comemorado pelo setor. No mesmo período, a indústria sofreu queda de 6,2% e o setor de serviços registrou recuo de 2,7%.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, disse que o bom desempenho é resultado de investimento em pesquisa, tecnologia e inovação. “Temos de louvar o agronegócio, que cada vez mais dá resultado diferenciado e se destaca na economia brasileira. Agradecemos os investimentos do contribuinte no agronegócio.”

O IBGE aponta que o crescimento do setor se deve principalmente ao desempenho da agricultura. Alguns produtos registraram aumento na produção, com destaque para as lavouras de soja, (11,9%) e milho (7,3%). A cana-de-açúcar cresceu 2,4%. Na pecuária, os destaques em crescimento estão nos segmentos de suínos (5,3%) e frango (3,8%).

“A cada real investido em nós, o agronegócio dá retorno na forma de emprego, PIB e balança comercial”, destacou a ministra Kátia Abreu.

Fonte: Mapa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
BC está monitorando mercado internacional
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Para presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, as medidas econômica propostas pelo governo serão capazes melhorar a confiança do País
Objetivo do governo é inflação de 4,5% em 2017
Instituição também divulgou, nesta sexta-feira (24), dados sobre investimentos estrangeiros e transações correntes, de maio
BC está monitorando mercado internacional
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, explicou que o governo prosseguirá tendo limite mínimo de recursos para essas áreas
Meirelles: restrição não afetará Saúde e Educação

Últimas imagens

Quem nasceu nos meses de julho a dezembro receberá o benefício ainda no ano de 2016
Quem nasceu nos meses de julho a dezembro receberá o benefício ainda no ano de 2016
Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

Governo digital